G1


Unidade se tornou ponto de referência em atendimento a infectados pelo novo coronavírus. Hospital Delphina Aziz, na Avenida Torquato em Manaus Eliana Nascimento/G1 AM Após a mudança no perfil de atendimento do Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz, que passou a ser exclusivo para os casos graves suspeitos/confirmados do novo coronavírus (Covid-19), pacientes que já estavam internados na unidade por outras patologias são transferidos. A direção do Delphina Aziz esclarece à população que os pacientes remanejados para outros hospitais da capital estavam internados em recuperação pós-cirúrgica ou em decorrência de diversas doenças, como cardiopatias e outros problemas de saúde crônicos. A desocupação permite deixar o hospital exclusivo para atendimento da Covid-19. “Os pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), principalmente na adulta, já foram todos transferidos, e hoje a gente está em processo de transferência dos pacientes internados na enfermaria, principalmente os da clínica médica. A gente já fez a transferência de mais de 60% dos pacientes da clínica médica, então restam poucos pacientes ainda a serem transferidos”, explicou a diretora técnica do Delphina Aziz, a infectologista Mayla Borba. Segundo ela, as transferências são realizadas para diferentes hospitais de apoio na capital, de acordo com a disponibilidade de leitos. “Conforme a unidade tiver leito, a gente faz a transferência do paciente. A gente está enviando para todas as unidades, HPS 28 de Agosto, João Lúcio, Adriano Jorge, todas as unidades têm nos ajudado nessa transferência dos pacientes”, acrescentou a diretora técnica. Durante a atualização de informações sobre o novo coronavírus no Amazonas, transmitida pelas redes sociais do Governo do Estado neste domingo (29), o secretário de Saúde, Rodrigo Tobias, reforçou que o fluxo interno do Delphina Aziz foi modificado e fez um alerta sobre a veiculação de fake news sobre a transferência dos pacientes da unidade. “Estamos transformando toda a estrutura do hospital Delphina Aziz para acomodar somente os casos (de coronavírus) que precisam de cuidados intensivos, seja de estrutura de oxigênio ou a estrutura propriamente dita de intubação e UTI. É importante destacar isso para que a sociedade entenda e não acredite em fake news de que todas as pessoas que estão saindo do Delphina têm coronavírus e estão espalhando coronavírus nas outras unidades da capital. Isso não é verdade”, frisou o secretário. Internações Segundo dados divulgados pelas Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) neste domingo (29), o Amazonas tem registro de 140 casos confirmados do novo coronavírus no estado. Desses, 21 estão internados em hospitais da capital, sendo 16 em unidades da rede privada (seis deles em UTI) e cinco no Hospital e Pronto-Socorro Delphina Aziz (quatro em UTI).
Três pacientes estão em isolamento domiciliar e um está internado. A Prefeitura de São José do Rio Preto (SP) divulgou neste domingo (29) a confirmação de mais quatro casos de coronavírus. Com estes novos pacientes, o total de infectados na cidade vai a 16. Veja a cobertura AO VIVO dos desdobramentos da pandemia na região Um dos casos é uma profissional da área da saúde, de 53 anos, que fez viagem a São Paulo recentemente e está em isolamento domiciliar.  O 14º caso também é de uma mulher, de 59 anos, que fez viagem pelo interior do Estado. Ela também está em isolamento em casa e passa bem. Um homem de 70 anos é o 15º paciente. Ele está internado na enfermaria e contraiu o vírus em uma viagem que fez à Argentina. O 16º caso também é de um homem, de 37 anos, que está em isolamento domiciliar. Veja mais notícias da região em G1 Rio Preto e Araçatuba

Dados foram divulgados no final da tarde deste domingo (29). Os novos casos foram registrados em Salvador. Confirmações de pacientes novos são feitas a partir de testes Robson Valverde/Secom A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) confirmou, no final da tarde deste domingo (29), mais 9 novos casos de contaminação pelo novo coronavírus no estado. Com isso, o total de casos confirmados no estado totaliza 156. A Bahia também registrou a primeira morte neste domingo. Coronavírus: o que se sabe sobre o novo vírus Veja o que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus Veja perguntas e respostas sobre a doença Todos os nove novos casos foram registrados em Salvador, que tinha 94 casos no boletim divulgado na manhã deste domingo, e agora passou a ter 103. Os 156 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) representa 3,8% do total de casos notificados. Até o momento, 1.388 casos foram descartados e houve um óbito confirmado. Trata-se de paciente do sexo masculino, 74 anos, residente em Salvador, que estava internado em hospital da rede privada, com comorbidades associadas. Este número contabiliza todos os registros de janeiro até as 17 horas deste domingo. Ao todo, 17 pessoas estão curadas e 18 encontram-se internadas, sendo 8 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). A Sesab ressalta que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. O diagnóstico positivo para o novo coronavírus pode cursar com grau leve, moderado ou grave. A depender da situação clínica, pode ser atendido em unidades primárias de atenção básica, unidades secundárias ou precisar de internação. Mesmo definindo unidades de referência, não significa que ele só pode ser atendido em hospital. Os casos graves devem ser encaminhados a um hospital de referência para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar. Cuidados Dicas de prevenção contra o coronavírus Arte/G1 Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. Initial plugin text

Guarda Civil Metropolitano da capital estava em moto quando foi abordado por criminosos na noite no ABC. Bandidos levaram arma. GCM à paisana é morto com 5 tiros ao reagir a assalto em São Bernardo, Grande SP Um guarda civil metropolitano à paisana e de folga foi morto a tiros ao reagir a um assalto na noite de sábado (28) em São Bernardo do Campo, Grande São Paulo. Quatro criminosos em duas motos queriam roubar a moto da vítima. Câmeras de segurança gravaram o crime e a fuga dos assaltantes, que acabaram levando a arma do GCM (veja vídeo acima). Samir Luiz Brisolla tinha 41 anos, trabalhava na Guarda Civil Metropolitana (GCM) da capital, mas morava em São Bernardo. Segundo informações da Secretaria da Segurança Urbana de São Bernardo e a Secretaria da Segurança Pública do estado, Brisolla foi abordado pelos bandidos por volta das 20h na Rua Fuad Mussa Cheid. Vídeo gravou o crime: círculo em vermelho mostra moto usada pelos criminosos. Em amarelo está a vítima Reprodução/Redes sociais O GCM, que não usava farda no momento do assalto, reagiu e foi morto com cinco tiros. A moto dele não foi levada. O caso foi atendido pelo Polícia Militar (PM) e é investigado pela Polícia Civil, que analisará as imagens gravadas pelas câmeras para tentar identificar e localizar os criminosos. No local do crime foram apreendidos cápsulas e projéteis de arma de fogo bem como a viseira do capacete usada por um dos bandidos. O caso foi registrado como latrocínio, que é o roubo seguido de morte, no 3º Distrito Policial (DP) de São Bernardo. Círculo em vermelho mostra moto com criminosos fugindo; em amarelo está o GCM, que morreu em São Bernardo do Campo Reprodução/Redes sociais
Ministro do STF atendeu a pedido da Advocacia Geral da União (AGU). Moraes afirmou que pandemia pode gerar 'consequências desastrosas' e exige medidas rápidas. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes autorizou neste domingo (29) que o governo federal descumpra regras previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para realizar fastos não previstos com ações de combate ao coronavírus. Moraes atendeu pedido feito na noite de quinta-feira (26) pela Advocacia Geral da União (AGU), que queria a flexibilização de quatro artigos da LRF e da lei orçamentária. Ele concedeu liminar (decisão provisória) para "durante a emergência em Saúde Pública de importância nacional e o estado de calamidade pública decorrente de COVID-19, afastar a exigência de demonstração de adequação e compensação orçamentárias em relação à criação/expansão de programas públicos destinados ao enfrentamento do contexto de calamidade gerado pela disseminação de COVID-19". Na decisão, o ministro afirmou que a pandemia exige medidas governamentais rápidas. "O desafio que a situação atual coloca à sociedade brasileira e às autoridades públicas é da mais elevada gravidade, e não pode ser minimizado. A pandemia de COVID-19 (Coronavírus) é uma ameaça real e iminente, que irá extenuar a capacidade operacional do sistema público de saúde, com consequências desastrosas para a população, caso não sejam adotadas medidas de efeito imediato, inclusive no tocante a garantia de subsistência, empregabilidade e manutenção sustentável das empresas." Na quinta, o presidente Jair Bolsonaro disse que, caso obtivesse uma liminar (decisão provisória) do STF, editaria MP de cerca de R$ 36 bilhões para a economia. Isso porque, segundo o governo, as medidas de estímulo à economia e ao emprego a serem tomadas para fazer frente à crise do coronavírus vão provocar gastos públicos além dos já previstos nas leis orçamentárias – o que pode fazer com que o governo descumpra as regras da LRF e da LDO se não houver o entendimento de que as exigências não valem para estes gastos específicos. Para que o governo seja dispensado de apontar a fonte dos recursos para cobrir as despesas, será necessário que o STF fixe uma interpretação específica para quatro artigos da LRF e para um artigo da LDO 2020. Os artigos em questão da LRF estabelecem que despesas obrigatórias de caráter continuado (ou seja, aquelas para investimentos em programas e políticas públicas) só podem ser feitas se o governo seguir as seguintes exigências: ter estimativas de impacto financeiro e orçamentário, tanto no ano em que a despesa entra em vigor quanto nos dois anos seguintes; estar de acordo com o Plano Plurianual e a Lei de Diretrizes Orçamentárias, que são as lei que fixam as bases para a elaboração do Orçamento; ter seus efeitos financeiros compensados nos anos seguintes pelo aumento de receita ou redução de despesa. Entre as medidas informadas pelo governo na ação ao Supremo e que serão adotadas estão: auxílio emergencial (abono) para os trabalhadores informais, com estimativa de impacto entre R$ 15 e 20 bilhões; pagamento de percentual do valor do seguro-desemprego para trabalhadores formais, em caso de suspensão de seus contratos; a distribuição de alimentos para idosos a ser implementado pelo Ministério da Cidadania, uma vez que a atual legislação do Programa Bolsa Família impede a concessão de novos benefícios para este programa; dentre outros programas de redistribuição de recursos, cujo aumento de despesa não poderia ser compensado nos termos em que exigido pela Lei de Diretrizes Orçamentárias. Initial plugin text

Orientação dos municípios é para que interessados manifestem interesse pelos cargos de maneira online, diante da necessidade de enfrentamento do novo coronavírus. Americana e Indaiatuba oferecem 50 vagas de trabalho Minne Santos Os postos de atendimento ao trabalhador em Americana (SP) e Indaiatuba (SP) têm 50 vagas de emprego disponíveis nesta segunda-feira (30), segundo boletins divulgados pelas prefeituras. Diante da necessidade de enfrentamento ao novo coronavírus, os interessados devem acessar a lista de oportunidades pelos sites oficiais. Veja abaixo a lista de cargos. Americana O posto do município reúne 19 oportunidades de emprego. Os interessados devem acessar o portal da prefeitura e preencher o cadastro de vagas. Entre os empregos em aberto estão: Auxiliar de limpeza - 1 vaga Costureira de big bag - 10 vagas Técnico de suporte júnior - 1 vaga Auxiliar de limpeza - 2 vagas Mecânico de automóveis - 2 vagas Gerente de vendas -1 vaga Operador de corte e solda - 1 vaga Supervisor de produção de papel - 1 vaga Indaiatuba A cidade tem 31 vagas disponíveis, uma delas para pessoa com deficiência. A orientação da administração municipal é para que o interessado busque os serviços prestados pelo PAT de forma online ou pelos aplicativos SINE Fácil e CTPS Digital. Lavador de carros - 1 vaga Montador de móveis de madeira - 1 vaga Mecânico eletricista de automóveis - 1 vaga Motorista de caminhão - 1 vaga Operador de mandrilhadora com comando numérico - 1 vaga Passador de roupas - 1 vaga Pintor industrial - 1 vaga Repositor de mercadorias - 1 vaga Assistente de vendas - 1 vaga Colorista - 1 vaga Cozinheiro - 1 vaga Eletricista - 2 vagas Fresador - 1 vaga Mecânico de automóvel - 1 vaga Mecânico de refrigeração - 1 vaga Mecânico eletricista de auto - 1 vaga Oficial de manutenção predial - 1 vaga Operador de máquinas de usinar CNC - 1 vaga Pintor industrial - 1 vaga Programador de máquina com comando numérico - 1 vaga Recepcionista - 1 vaga Retificador e geral - 1 vaga Serralheiro - 1 vaga Torneiro mecânico - 2 vagas Vendedor - 2 vagas Técnico em mecânica de precisão - 1 vaga Coordenador pedagógico - 1 vaga Operador de caixa (PCD) - 1 vaga Veja mais oportunidades da região no G1 Campinas.

Em vídeo, o diretor-presidente do órgão, Roberto Linhares, explicou que a produção segue a mesma neste período e pode não suportar aumento no consumo. Consumo de água aumento no RN Getty Images via BBC O diretor-presidente da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), Roberto Linhares, disse que o consumo de água aumentou nos últimos dias no Rio Grande do Norte por conta do confinamento feito por parte da população em função da pandemia do novo coronavírus. Segundo ele, isso preocupa, já que a produção não aumentou e esse ritmo pode gerar desabastecimento. MAPA DO CORONAVÍRUS: as cidades com infectados e o avanço dos casos Acompanhe as notícias sobre coronavírus no RN em tempo real Veja mudanças no funcionamento de órgãos públicos e outros serviços no RN "Estamos vendo que o consumo de água aumentou nos últimos dias com o confinamento, com a quarentena. Pra vocês terem ideia, meu condomínio consumia algo em torno de 35 mil litros de água por dia e passou para 52 mil litros de água por dia. Aumento de mais de 50%. E a produção de água não aumentou", disse ele em vídeo que foi postado nas redes sociais da Caern. "Meu pessoal está fazendo de tudo nas ruas para fornecer essa água tratada para vocês. Mas no ritmo que está indo a gente não suportará fornecer. Vai haver desabastecimento", alertou. Initial plugin text Linhares reforçou que deve haver um uso consciente da água por parte da população neste período para que não se corra o risco de faltar. "A água é tão fundamental quanto o álcool em gel. Muito fundamental. E a Caern é tão fundamental quanto a área de saúde, por causa da água tratada e do saneamento básico", disse. Umas das motivações desse crescimento no consumo pode estar ligado ao aumento na lavagem das mãos, uma forma de prevenção ao contágio do coronavírus. O presidente da Caern pediu um consumo mais consciente e deu algumas dicas para ajudar nisso. "Lavem as mãos pelo tempo que é necessário. A roupa, quando necessário. Mas não usando o que não é necessário. O uso racional da água é fundamental. Então, para lavar roupa, junta tudo e lava de um vez só, uma lavagem no dia ao invés de 20 e 30. Pra lavar louça, não lavar em água corrente. Banho de no máximo três minutos, não de cinco e 10 minutos", disse. "Se não vai faltar água pra você, pro seu vizinho ou pra sua família. E aí, se faltar água na sua casa em confinamento, o caos está instalado". Segundo Roberto Linhares, neste período de pandemia as dívidas com a conta de água serão negociadas e terão prazos maiores para quitação. Apesar disso, ele também reforçou que os pagamentos devem ser feitos em dia para que as operações possam continuar acontecendo normalmente, sem prejuízos, durante o período de confinamento. Initial plugin text

Pirassununga e Porto Ferreira já estabeleceram parceria para realizar os testes. USP de Pirassununga vai realizar testes para identificar o coronavírus A Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA) da Universidade de São Paulo (USP) irá realizar exames para diagnóstico do novo coronavírus para as prefeituras de Pirassununga e Porto Ferreira (SP) a preço de custo. O objetivo é diminuir a demanda no instituto Adolfo Lutz, em São Paulo e acelerar os resultados e medidas preventivas. A prefeitura confirmou neste domingo (29) o primeiro caso de Covid-19 na cidade. A iniciativa partiu de três professores do Departamento de Medicina Veterinária que dispõem de estrutura e capacidade para realizar os testes com segurança. O espaço foi inspecionando e aprovado pela Vigilância Sanitária de Pirassununga, que já acertou 500 testes. USP de Pirassununga irá realizar testes para diagnosticar coronavírus Reprodução EPTV “As técnicas de biologia molecular que a gente usa na medicina veterinária podem ser adequadas para ser usadas na medicina humana. Os princípios são os mesmos, as máquinas são as mesmas, as condições de segurança são as mesmas as os protocolos são muito parecidos, por isso que a gente tem total condição de fazer esses testes, a gente precisava era só adequar para prestar um serviço de saúde humana”, explicou o professor Heidge Fukumasu . Ao todo, 11 profissionais estarão envolvidos com os testes. Os municípios vão pagar apenas os insumos usados na análise. O custo é de R$ 180 por teste. O laboratório, mantido pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), tem capacidade para fazer de 120 a 130 testes por dia e a previsão e que o resultado de cada análise fique pronto em dois dias. Atualmente a média de tempo de um resultado do Instituto Adolfo Lutz é de 15 dias. Três professores da USP de Pirassununga colocaram a estrutura de laboratório à disposição para realizar testes de coronavírus Reprodução EPTV A gente tem toda a formação para trabalhar com esse tipo de agente, apesar de a gente não ter formação especifica para este vírus, que é novo, mas tem toda a formação da biologia molecular, de vírus e equipamentos e laboratórios adequados para este fim”, reforçou a professora Helena Ferreira. Para o prefeito de Pirassununga, Dimas Urban, a parceria com a USP será importante para evitar que a doença se dissemine pelo município. “A gente vai poder isolar rapidamente, verificar com quem esse paciente entrou em contato mais próximos para a gente isolar esse pessoal e evitar a disseminação”, afirmou. Os testes começam a ser realizados em 10 de abril. Os professores não irão receber nenhum incentivo financeiro pelo trabalho, mas propuseram o trabalho para ajudar a comunidade. “O sentimento que a gente tem é de devolução para a sociedade. A sociedade por anos depositou confiança na gente e nos incentivou a estudar e hoje o nosso sentimento é de usar todo esse estudo e tudo o que a gente aprendeu para servir a sociedade”, afirmou o professor Juliano Silveira. Dicas de prevenção contra o coronavírus Arte/G1 Initial plugin text Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.

O motorista tem 19 anos e estava com o carro do pai. No veículo, também foram encontrados dois envelopes de pó branco que a polícia acredita ser cocaína. Veículo acabou capotando quando o condutor fez uma manobra brusca Polícia Militar/Divulgação Um homem de 19 anos foi preso pela Polícia Militar de Araguaína na manhã deste domingo (29) após se acidentar durante uma perseguição. Ele estaria dirigindo sob o efeito de álcool quando bateu em uma árvore. Testemunhas do primeiro acidente chamaram a PM, mas quando a viatura se aproximou do local o suspeito tentou fugir em alta velocidade. Ele sofreu o segundo acidente ao fazer uma manobra brusca na Avenida Filadélfia, próximo a região conhecida como Feirinha. O carro atingiu o meio-fio, invadiu o canteiro central e capotou várias vezes. Havia um passageiro dentro do carro acompanhando o motorista, os dois tiveram escoriações. Os homens ainda tentaram fugir a pé dos policiais, mas acabaram detidos minutos mais tarde. O motorista se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas a PM fez um 'termo de constatação de embriaguez', que é quando os próprios policiais que atenderam a ocorrência contatam que o condutor apresentava sinais de estar alcoolizado. Os dois foram levados para a delegacia de plantão para prestar esclarecimentos, mas apenas o motorista ficou preso. O nome dele não foi divulgado. Dentro do carro foram encontradas latinhas de cerveja e dois papelotes de pó branco que a polícia acredita ser cocaína. O veículo pertence ao pai do homem que estava dirigindo. Como a documentação estava em dia, o delegado de plantão não viu necessidade de fazer a apreensão e o carro foi devolvido ao dono. Suspeita é de que o condutor estava bêbado quando tudo aconteceu Polícia Militar/Divulgação Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

São 16 novos casos confirmados desde o boletim anterior, divulgado no sábado (28). Um caso de Curitiba que havia sido confirmado foi descartado. Paraná tem 152 casos confirmados e duas mortes por coronavírus, segundo Sesa Arte/G1 Subiu para 152 o número de casos confirmados do novo coronavírus no Paraná, segundo boletim publicado pelo Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) neste domingo (29). De acordo com a Sesa, são 16 novos casos confirmados desde o boletim anterior, divulgado no sábado (28) - e um caso que havia sido confirmado foi revisto e descartado. Segundo a Sesa, o estado teve até o momento duas mortes causadas pela Covid-19. De acordo com o boletim, a taxa de mortalidade do vírus no Paraná é de 1,3%. Novos casos Segundo a Sesa, são oito homens e oito mulheres, com idades entre 23 e 66 anos. Os registros são de Curitiba (1), Umuarama (1), Londrina (2), Medianeira (1), Contenda (1), Peabiru (1), São José dos Pinhais (1), Maringá (1), Cascavel (1), Marechal Cândido Rondon (1), Terra Rica (1), Foz do Iguaçu (3) e de fora do Paraná, na Venezuela (1). Esta reportagem está em atualização. Veja mais notícias do estado no G1 Paraná.

As informações constam nos dados publicados neste domingo (29). Os números ainda não constam nos boletins do Estado e do Ministério da Saúde. Escultura de vidro representando o coronavírus é apresentada no estúdio do artista britânico Luke Jerram, em Bristol, na Inglaterra. Intitulada 'coronavirus - COVID-19', a peça de 23 cm de diâmetro representa o vírus em seu tamanho aumentado 1 milhão de vezes e faz tributo ao esforço médico e científico para combater a pandemia Adrian Dennis/AFP A Prefeitura de Uberlândia divulgou, na tarde deste domingo (29), que subiu de oito para 10 os casos confirmados de coronavírus no município. As informações são do Boletim Municipal Diário. Os dados ainda não constam nas divulgações oficiais do Estado e do Ministério da Saúde. Além disso, há mais uma morte em investigação, somando quatro óbitos suspeitos de Covid-19 na cidade. Já os casos suspeitos em investigação na cidade já são 1.029, que aguardam resultados de exames. E há 40 pacientes internados nos hospitais de Uberlândia. A Prefeitura não informou o perfil das mortes suspeitas. Também não divulgou as instituições onde os pacientes estão hospitalizados e o local onde residem. Boletim sobre o coronavírus em Uberlândia Prefeitura de Uberlândia/Divulgação Veja também: SES-MG confirma primeiro caso de coronavírus em Serra do Salitre; veja situação do Triângulo e Alto Paranaíba Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença Foto: Infografia/G1 Initial plugin text

Foto é antiga. Foi feita em 2019, quando não havia nem sequer registro da doença. Homem que aparece na imagem é o arquiteto e pintor Walter Hugo Balestra, que tem um enfisema pulmonar. Post com a desinformação foi compartilhado por um dos filhos do presidente, o senador Flávio Bolsonaro. Circula nas redes sociais a foto de um homem em uma cama de hospital e uma legenda que diz que ele é um dos casos graves de Covid-19 curados após tomar um medicamento ainda em caráter experimental no Brasil. É #FAKE. G1 O homem que aparece na fotografia é o arquiteto e pintor Walter Hugo Balestra. Ele não foi diagnosticado com o novo coronavírus tampouco foi curado da doença. Ele também não foi internado recentemente, muito menos em São Paulo. A foto é antiga. Foi tirada em julho de 2019. Na verdade, Balestra foi fotografado há quase um ano no Hospital Moinhos de Vento, no Rio Grande do Sul, quando fazia tratamento de um enfisema pulmonar. A imagem foi feita pela equipe da RBS durante uma reportagem a respeito de um estudo que aponta que o maior tempo de visita em UTIs traz benefícios a familiares de pacientes. O G1 publicou uma reportagem a respeito. A imagem usada na mensagem falsa, inclusive, é a que consta do texto. A foto foi utilizada em uma reportagem do site "Senso Incomum" e compartilhada nas redes sociais, inclusive por um dos filhos do presidente, o senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ). Filha de Walter Hugo Balestra, a publicitária Mariana Balestra diz que fez um alerta ao político e aos responsáveis pelo site pedindo para que a imagem fosse retirada desse contexto. "Ele nunca teve [coronavírus]. Isso foi em julho do ano passado. Nem existia coronavírus ainda e ele tem enfisema, ou seja, se ele chegasse a pegar o coronavírus seria praticamente um milagre ele estar curado, por tudo que a gente já sabe", diz, em entrevista ao G1. Ela reforça que o pai não está hospitalizado e que a desinformação gerada com a falsa postagem tem incomodado muito a família. Quem aparece na imagem, aliás, é a outra filha de Walter e irmã de Mariana, Antonia. "Meu pai está em casa, seguindo as recomendações da OMS", afirma. A publicitária diz que não obteve uma resposta sobre a retirada da foto e decidiu fazer uma denúncia ao Instagram de conteúdo indevido. "Só gostaria que tirassem [a imagem]. Na verdade, esse é o nosso único pedido." A Organização Mundial da Saúde e o Ministério da Saúde reforçam que ainda não existe nenhum remédio capaz de curar a Covid-19. É #FAKE que imagem mostre paciente curado da Covid-19 após uso de medicamento G1 Vídeo: Veja como identificar uma mensagem falsa VEJA outras checagens feitas pela equipe do FATO ou FAKE Initial plugin text

Número era de 31 até sábado (28). Outros 44 casos continuam sob suspeita, enquanto 388 foram descartados e 11 excluídos. Coletiva do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul neste domingo (29). Redes Sociais/Reprodução O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul anunciou, neste domingo (29), que o número de casos do novo coronavírus no estado subiu para 36. Até sábado, eram 31 confirmados. Desses casos, 29 são de pacientes de Campo Grande, 2 de Dourados, 2 de Batayporã, 1 de Sidrolândia, 1 de Ponta Porã e 1 de Rio Verde de Mato Grosso. Ainda segundo o Governo, de 479 casos notificados em Mato Grosso do Sul, 44 continuam sob suspeita, enquanto 388 foram descartados e 11 excluídos. Já os casos suspeitos são investigados em 15 municípios: Aquidauana (1), Aparecida do Taboado (1), Bataguassu (1), Caarapó (1), Camapuã (1), Campo Grande (21), Fátima do Sul (1), Naviraí (2), Nova Andradina (3), Ponta Porã (2), Ribas do Rio Pardo (2), Rio Verde de Mato Grosso (2), São Gabriel do Oeste (1), Três Lagoas (4) e Vicentina (1).

Haverá flexibilização para obras públicas, da construção civil e para aberturas de bancos, segundo governador Carlos Moisés. Governador de SC Carlos Moisés anunciou prorrogação de quarentena Secom/Divulgação Santa Catarina tem 197 casos de pacientes com Covid-19, informou o governador Carlos Moisés na tarde deste domingo (29). Ao menos 16 pessoas dos casos confirmados estão internadas em unidades de terapia intensiva. O estado tem uma morte registrada pela doença. Carlos Moisés (PSL)anunciou que também vai prorrogar as medidas de isolamento social até 8 de abril. "Prorrogação por mais sete dias desta quarentena já estabelecida em Santa Catarina com algumas flexibilizações no que diz respeito a obras públicas, também obras de construção civil e também na questão dos bancos, que a partir de segunda-feira (30) passam a funcionar com uma série de restrições emitidas por portaria", disse o governador do estado. Segundo ele, a necessidade de seguir as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) "na prevenção do contágio pelo coronavírus para que a gente diminua a curva de avanço da doença"' foi alinhada em conversa com os municípios na manhã de domingo e de tarde, em reunião junto com o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), Tribunal de Constas do Estado (TCE), Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). "Pretendemos que os municípios façam pelo menos normas de repetição daquilo que o Estado determina ou que venham, pelo menos, aderir as medidas restritivas que Santa Catarina vem tomando através da autoridade sanitária. Retomada gradativa de atividades adiada Na quinta (26), ele anunciou a retomada gradual das atividades no estado, mas neste domingo reforçou que a volta de serviços não essenciais dependeria da preparação do sistema de saúde. Em uma reunião pela manhã com prefeitos, com a participação da Federação Catarinense de Municípios (Fecam) e 21 associações de municípios, ele informou que deveria prorrogar a quarentena a partir de quarta-feira (1º). Na terça-feira (31) terminaria o prazo do decreto que prorrogou mais por sete dias a quarentena para prevenir a propagação do coronavírus. Segundo Moises, as atividades são essenciais só poderiam ser retomadas se equipamentos de proteção individual e recursos do Governo Federal chegarem, assim como materiais para leitos de unidade de terapia intensiva adquiridos pela Secretaria de Estado da Saúde. Com o anúncio na quinta de retomada gradual das atividades não essenciais, mais de 50 organizações científicas publicaram uma manifestação na sexta-feira (27) demostrando preocupação com a decisão. Neste domingo, Moises oficializou que a quarentena será prorrogada e, com isso, o retorno gradativo de atividades deve ser adiado. Carlos Moisés conversou na manhã de domingo também com o secretário de Saúde de SC Secom/Divulgação Quarentena na Grande Florianópolis Após o anúncio de que as atividades no Estado seriam retomadas gradativamente, preocupados, quatro prefeitos de cidades da Grande Florianópolis anunciaram que manteriam as medidas de isolamento social até a primeira semana de abril. Em Florianópolis a prefeitura anunciou restrições e permitiu a abertura de alguns estabelecimentos, seguindo regras. A decisão foi seguida por outros três municípios de Biguaçu, Palhoça e São José. Em um vídeo, os prefeitos afirmaram estender a quarentena até o dia 5 de abril. Coronavírus: infográfico mostra principais formas de transmissão e sintomas da doença Infográfico / G1 Dicas de prevenção contra o coronavírus Arte/G1 Initial plugin text Veja outras notícias do estado no G1 SC

Levantamento traz números das Prefeituras e da Secretaria de Estado de Saúde. Confira as últimas notícias sobre o coronavírus na região Hellen Souza/ Arte-G1 O G1 traz neste domingo (29) um levantamento sobre o coronavírus na área de cobertura da Grande Minas. Os dados serão inseridos ao longo do dia conforme as informações fornecidas pela Prefeituras e pela Secretaria de Estado de Saúde. Os casos só são considerados oficialmente suspeitos após notificação do Ministério da Saúde. Divergências entre os números divulgados pelos Estados e o balanço do Ministério da Saúde podem ser notadas devido ao aumento significativo do volume de notificações ao ministério. O que se sabe sobre o coronavírus O levantamento começa com a situação de Montes Claros, maior município do Norte de MG. Os demais municípios serão colocados em ordem alfabética. Montes Claros: A Secretaria Municipal de Saúde informou que subiu para 388 o número de casos notificados, 60 foram descartados por critérios clínicos e epidemiológicos, 10 casos foram descartados através de exame laboratorial e 328 estão sendo investigados. No último boletim do Estado, contam 129 casos suspeitos e um descartado. A Vigilância Epidemiológica informou a morte de uma mulher de 56 anos, portadora de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, neste sábado (28). Ela estava internada no Hospital Universitário Clemente de Faria desde a sexta (27). Segundo a Prefeitura, sete pessoas permanecem internadas, entre elas um idoso de Icaraí de Minas, uma criança de Bocaiuva; além de um bebê e uma criança, de dois anos, que são Montes Claros. O estado de saúde dos pacientes é estável. 'Ao invés de faltar comida, faltou caixão', diz prefeito ao mencionar Milão e comentar carreata de comerciantes em Montes Claros Coronavírus: Prefeitura de Montes Claros altera regras para comércios e faz mudanças no calendário dos impostos Araçuaí: A Prefeitura informou que tem dois casos suspeitos, que já foram notificados. Os pacientes já foram submetidos a exames e os resultados são aguardados. 25 casos aparecem no boletim do Estado. Arinos: Oito casos aparecem no boletim do Estado. Augusto de Lima: Um caso aparece no boletim do Estado. Bocaiúva: Subiu para 30 o número de casos suspeitos investigados pelo município e 25 constam no boletim do Estado. Um deles é de uma criança que está internada no Hospital Universitário, em Montes Claros, em estado grave. Ela está em isolamento e aguarda o resultado do exames. Os outros pacientes estão em isolamento domiciliar. Segundo a Prefeitura de Montes Claros, a criança tem histórico distrofia muscular e foi transferida com sintomas amigdalite e síndrome respiratória grave. Brasília de Minas: A Secretaria Municipal de Saúde informou que está investigando 31 casos suspeitos. Na quinta, eram 18 notificações. Todos os pacientes tiveram contato com pessoas que estavam em área endêmica. Segundo a Prefeitura, um paciente de outro município está internado em estado estável e os outros permanecem em isolamento domiciliar. 19 casos aparecem no boletim do Estado. Buritis: A Secretaria Municipal de Saúde informou que monitora doze pessoas, seis não apresentam sintomas e estão em restrição domiciliar e seis estão com sintomas e permanecem em isolamento. 11 casos aparecem no boletim do Estado. Buritizeiro: A Secretaria Municipal de Saúde monitora nove casos suspeitos, sete já constam no boletim do Estado. O coordenador da Vigilância Epidemiológica, Antônio Inocêncio da Silva Sobrinho, informou ao G1 que foi coletada amostra para exame de apenas uma pessoa, seguindo o protocolo do Ministério da Saúde. Trata-se de uma mulher que viajou para Brasília (DF) e chegou a ficar três dias internada. Cabeceira Grande: Um caso aparece no boletim do Estado. Capitão Enéas: Dois casos aparecem no boletim do Estado. Um caso de um homem que morreu foi descartado para a Covid-19. Carbonita: A Prefeitura de Carbonita investiga um caso suspeito. A paciente é uma adolescente de 16 anos que viajou para Belo Horizonte. Dois casos já aparecem no boletim do Estado. Chapada do Norte: Dez casos suspeitos aparecem no boletim do Estado. A Secretaria Municipal de Saúde informou que já foram feitas coletas para exames de quatro pacientes. Todos vieram de área endêmica e estão em isolamento domiciliar. Chapada Gaúcha: Três casos aparecem no boletim do Estado. Claro dos Poções: Um caso aparece no boletim do Estado. Coração de Jesus: Quatro casos aparecem no boletim do Estado. Corinto: Subiu para cinco o número de casos suspeitos monitorados pela Secretaria Municipal de Saúde. Quatro casos aparecem no boletim do Estado. Couto de Magalhães de Minas: Treze casos casos aparecem no boletim do Estado. Cristália: Um caso consta no boletim do Estado. Curvelo: A Secretaria Municipal informou que subiu para 79 o número de casos em investigação; nove foram descartados. No boletim da Secretaria Estadual, constam 85 notificados com três casos descartados. Um caminhoneiro de 49 anos permanece internado no Hospital Imaculada Conceição. Ele deu entrada no hospital de Felixlândia em estado grave apresentando muita falta de ar, tosse, coriza, febre alta e dor de cabeça. Ele recebeu atendimento e depois foi transferido para Curvelo. O estado de saúde não foi divulgado. Datas: A Secretaria Municipal de Saúde investiga três casos suspeitos e apenas dois constam no boletim do Estado. Espinosa: A Prefeitura confirmou a morte de um idoso, de 86 anos, com suspeita de coronavírus na madrugada desta sexta-feira (27). O idoso morava em São Paulo, estava no Norte de Minas há 15 dias e apresentou sintomas gripais no início desta semana. Francisco Dumont: A Secretaria Municipal de Saúde informou que monitora dois casos suspeitos, os pacientes são homens e idosos. Os dois casos já aparecem no boletim do Estado. Felício dos Santos: Oito casos aparecem no boletim do Estado. Felixlândia: Nove casos constam no boletim do Estado. Três pacientes são funcionários de uma empresa de reflorestamento e um deles viajou para Belo Horizonte recentemente. Todos estão em isolamento domiciliar. Formoso: Dois casos apareces no boletim do Estado. Fruta de Leite: Um caso aparece no boletim do Estado. Grão Mogol: Um caso aparece no boletim do Estado. Guaraciama: Um caso aparece no boletim do Estado. Ibiracatu: Um caso aparece no boletim do Estado. Icaraí de Minas: Dois casos aparecem no boletim do Estado. Um deles é um paciente idoso que está internado no Hospital Universitário, em Montes Claros. Indaiabira: A Secretaria Municipal de Saúde diz que investiga cinco casos suspeitos. Cinco já aparecem no boletim do Estado. Inimutaba: A Prefeitura monitora dois casos suspeitos, quatro constam no boletim do Estado. Itacarambi: Subiu para sete o número de casos monitorados pela Prefeitura e quatro casos aparecem no boletim do Estado. Segundo o município, os pacientes estão em isolamento domiciliar. Jaíba: A Prefeitura monitorava quatro casos, mas dois foram descartados. No entanto, 27 casos aparecem no boletim do Estado. Janaúba: A Prefeitura afirma que tem 42 casos sendo investigados e um já foi descartado; 24 aparecem no boletim do Estado. Oito casos foram noticiados pelo G1. Januária: A Secretaria Municipal de Saúde informou que são 19 casos suspeitos e quatro descartados após testes darem negativos para Covid-19. Os exames foram feitos na Fundação Ezequiel Dias. Além disso, um óbito é investigado. 19 aparecem no boletim do Estado e um descartado. Japonvar: Vinte e três casos estão sendo investigados pelo município. Dois são uma criança e um idoso que viajaram para Belo Horizonte. Foram coletas amostras de quatro pacientes. 28 casos constam no boletim do Governo de MG. Jenipapo de Minas: Um caso aparece no boletim do Estado. Jequitaí: A Prefeitura informou que tinha um caso suspeitos e que foi descartado. Trata-se de um homem de 30 anos, que viajou para o Distrito Federal, mas ele segue sendo monitorado pela equipe de saúde. Dois casos aparecem no boletim do Estado e, de acordo com o secretário de Saúde, pode ser de um morador do município que apresentou os sintomas da Covid-19 de outra localidade. Joaquim Felício: O único caso suspeito investigado pelo município foi descartado. O teste feito por uma criança, de 5 aos, deu negativo para Covid-19. Ele apresentou sintomas no dia 12 depois de retornar dos EUA. Dois casos ainda aparecem no boletim do Estado e nenhum descartado. Juvenília: A Secretaria Municipal de Saúde investiga quatro casos suspeitos. Dois pacientes, de 49 e 77 anos, estão internados no hospital de Montalvânia. A Secretária de Saúde, Thayse Danielle Souza Souto, informou ao G1 que o idoso procurou atendimento médico no PSF da cidade com hipotensão grave e dispneia. Dois casos constam no boletim do Estado. Leme do Prado: A Prefeitura informou que monitora o caso de uma pessoa que apresentou sintomas gripais após retornar de Belo Horizonte. A idade e o sexo estão sendo mantidos em sigilo, o município informou ainda que a pessoa permanece em isolamento domiciliar e recebe assistência da Secretaria de Saúde. Dois casos aparecem no boletim do Estado. Lontra: 10 casos aparecem no boletim do Estado. Luislândia: Um caso aparece no boletim do Estado. Mamonas: Dois casos aparecem no boletim do Estado. Manga: Quatro casos suspeitos aparecem no boletim do Estado. Mato Verde: A Secretaria Municipal de Saúde monitora dois casos suspeitos. Os pacientes já coletaram amostras para exames e aguardam o resultado. Os casos aparecem no boletim do Estado. Medina: A Secretaria Municipal de Saúde informou que está monitorando três casos suspeitos de coronavírus.Os pacientes estão em isolamento domiciliar e são acompanhados pelas equipes de saúde. Os três já aparecem no boletim do Estado. Minas Novas: A Secretaria Municipal de Saúde investiga oito casos suspeitos. Seis já aparecem no boletim do Estado. Mirabela: Três casos constam no boletim do Estado. Entre os casos suspeitos estavam o de um homem de 36 anos, que morreu depois de apresentar uma síndrome respiratória grave. A prefeitura divulgou que o resultado dele deu negativo. Monjolos: Cinco casos aparecem no boletim do Estado. Montalvânia: A Secretaria Municipal de Saúde monitora 13 casos suspeitos. Entre eles, está o de uma mulher de 102 anos, que deu entrada no hospital com tosse e dificuldades para respirar. No boletim do Estado, oito são os casos suspeitos. Monte Azul: Aparece com sete casos suspeitos no boletim do Estado. Ninheira: Três casos aparecem no boletim do Estado. Nova Porteirinha: Quatro casos aparecem no boletim do Estado. Pai Pedro: Um homem de 28 anos apresentou sintomas do coronavírus depois de retornar de uma viagem para São Paulo. A Secretaria Municipal de Saúde informou ao G1 que o material para exame foi coletado e o paciente está em isolamento domiciliar. O caso aparece no boletim do Estado. Pintópolis: Três casos aparecem no boletim do Estado. Pirapora: Vinte e oito casos constam no boletim do Estado, mas de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, um deles foi descartado após a conclusão dos exames. Trata-se de uma mulher que foi atendida na Fundação Hospital Dr. Moisés Magalhães Freire com sintomas gripais depois de retornar de Portugal, conforme noticiado pelo G1. O município monitora 28 casos suspeitos. Um dos pacientes está internado na Fundação Hospitalar Dr. Moisés Magalhães. Foi coletado material para exames e foi encaminhado a Fundação Ezequiel Dias, em Belo Horizonte. O estado de saúde dele ainda não foi divulgado nesta sexta-feira (27). Porteirinha: A Prefeitura notificou 13 casos e um foi descartado. 16 casos aparecem no boletim do Estado e são monitorados pela Secretaria Municipal de Saúde. Presidente Juscelino: A Prefeitura monitora dois casos suspeitos, de um homem de 61 anos que apresentou tosse e febre. E o outro é de uma criança de três anos, que teve tosse, febre e coriza. Ambos estão em isolamento domiciliar e são acompanhados pela equipe de saúde. Os dois casos aparecem no boletim do Estado. Rio Pardo de Minas: Dois casos aparecem no boletim do Estado. Rubelita: Nenhum caso aparece no boletim do Estado. A Prefeitura entrou em contato com o G1 afirmando que o município não tem nenhum caso suspeito. Salinas: A Secretaria Municipal de Saúde informou que há 14 casos suspeitos na cidade, três já são considerados descartados. Dois casos constam no boletim do Estado. Santa Fé de Minas: Dois casos aparecem no boletim do Estado. São Francisco: A Prefeitura monitora 43 casos suspeitos de coronavírus, o mesmo número consta no boletim do Estado. Uma idosa morreu no Hospital Municipal de São Francisco com suspeita de coronavírus. A Prefeitura informou que ela deu entrada na unidade 'já em quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave e não resistiu. Foi feita a coletava de exame dela, mas o resultado ainda não saiu. São João da Ponte: Um caso aparece no boletim do Estado. São João das Missões: Um caso aparece no boletim do Estado. Senador Modestino Gonçalves: Três casos aparecem no boletim do Estado. Taiobeiras: Subiu para 118 o número de pessoas monitoradas pelas equipes de saúde porque apresentaram sintomas gripais. Na quinta, eram 86 pacientes. O Secretário de Saúde, Eduardo Luiz da Silva, informou ao G1 que quatro casos suspeitos estão sendo investigados. Um homem, de 48 anos, permanece internado no Hospital Santo Antônio e o estado de saúde é estável. Ele é da zona rural de Ninheira e foi transferido do Hospital de São João do Paraíso. Dezesseis casos aparecem no boletim do Estado. Três Marias: Subiu para nove o número de casos suspeitos investigados pela Secretaria Municipal de Saúde. Dezenove casos aparecem no boletim do Estado. Turmalina: Cinco caso aparecem no boletim do Estado. Vargem Grande do Rio Pardo: Dois casos suspeitos estão sendo investigados pelo município e um consta no boletim do Estado. Os pacientes são uma criança e uma idosa que estão em isolamento domiciliar. Várzea da Palma: Doze casos suspeitos investigados pela Secretaria Municipal de Saúde. Os pacientes estão em isolamento domiciliar e são acompanhados pelas equipes de saúde. 11 casos aparecem no boletim do Estado. Varzelândia: 22 casos aparecem no boletim do Estado, o município acompanha o mesmo número de pacientes. Nenhum em estado grave, segundo a secretária de Saúde. Todos estão em casa e são acompanhados. Virgem da Lapa: Quatro casos aparecem no boletim do Estado. Ubaí: Quatro casos suspeitos aparecem no boletim do Estado. Unaí: O município confirmou o primeiro caso de coronavírus e disse que tem 38 casos suspeitos. Doze já foram descartados. Nas estatísticas da Secretaria Estadual de Saúde, ainda não aparece o caso confirmado. Sobre o caso confirmado, a Prefeitura não informou detalhes sobre o paciente, mas disse que é uma pessoa que retornou do Rio de Janeiro. 10 casos suspeitos aparecem no boletim do Estado. Urucuia: Seis casos aparecem no boletim do Estado. Uruana de Minas: A Prefeitura informou que o único caso de coronavírus investigado na cidade foi descartado. A paciente de 41 anos morreu na última quarta-feira (18) no Hospital Municipal de Unaí. O material para exame foi encaminhado para a Fundação Ezequiel Dias e o resultado deu negativo para Covid-19. No boletim do Estado ainda aparece um caso suspeito no município. Initial plugin text

Gráfico divulgado pela prefeitura neste sábado (28) mostra aumento de internações de pacientes com suspeita da Covid-19 na cidade. teste coronavírus exame covid-19 lacen-pb Francisco França/Secom-PB A Prefeitura de Santos, no litoral de São Paulo, divulgou neste sábado (28), que os casos de internação de pacientes com sintomas do novo coronavírus quadruplicaram no período de dez dias. De acordo com a Secretaria de Saúde da cidade, no dia 19 de março, havia 11 pacientes internados, e neste sábado o número subiu para 53, registrando um aumento de 382%. GUIA ILUSTRADO: sintomas, transmissão e prevenção CORONAVÍRUS: veja perguntas e respostas Veja serviços alterados nos estados para conter pandemia Os dados são da Seção de Vigilância Epidemiológica (Seviep) da cidade. Conforme divulgado, de sexta para sábado houve uma nova internação, contabilizando 53 pacientes, sendo 22 deles em UTIs. O número de internações já havia quadruplicado no período de uma semana, entre os dias 11 e 27. De acordo com a prefeitura, no mesmo período, o número de casos suspeitos triplicou, passando de 101 para 294. Já os casos confirmados da doença tiveram um aumento de 533%, sendo que no início do período não havia nenhum caso confirmado, e, neste sábado, a cidade já somava 19 confirmações da doença. Gráfico divulgado pela Prefeitura de Santos mostra aumento de casos de internação Reprodução/ Prefeitura de Santos Estado de São Paulo No Estado, a estimativa é que o número de pacientes graves internados em UTI por coronavírus aumente em 42% no período de um dia. O Secretário da Saúde do Estado, José Henrique Germann, divulgou a estimativa na tarde desta quinta-feira (26). São Paulo já tem mais de 80 pacientes em UTIs, entre hospitais particulares e públicos. De acordo com ele, o crescimento de mortos e pacientes graves é característico de uma epidemia. O secretário cita que no início o Estado tinha praticamente 90% dos casos do Brasil e agora representa apenas 30%, o que significa que a pandemia está em uma expansão acelerada. Coronavírus: infográfico mostra principais formas de transmissão e sintomas da doença Infográfico / G1 Initial plugin text

Veículo foi apreendido pelo Detran e o valor será revertido para compra de luvas e máscaras. Segundo o delegado geral, Alberto Teixeira, 11 pessoas foram autuadas e líderes da manifestação podem responder por formação de organização criminosa. Motoristas são autuados em carreata contra o isolamento social no Pará. Reprodução / Agência Pará Um carro responsável por comandar a carreata pelo centro de Belém neste domingo (29) foi apreendido pelo Departamento de Trânsito do Pará (Detran-PA). Onze pessoas foram encaminhadas para a delegacia da Cremação, por descumprimento de decreto estadual. Segundo o delegado geral de Polícia Civil, Alberto Teixeira, o grupo deve assinar um termo de compromisso e os líderes do movimento podem ser presos por formação de organização criminosa. Segundo o órgão, o veículo apreendido estava com licenciamento atrasado desde 2015, com acúmulo de multas acima de R$22 mil. O valor deve ser revertido em ações de combate à pandemia, entre eles a aquisição de 600 caixas com luvas e 3000 máscaras. Outros três veículos foram apreendidos, entre eles uma caminhonete e uma moto, durante a operação que envolveu todos os órgãos de segurança do Estado. Líderes de manifestação podem ser presos por formação de organização criminosa. Reprodução / Agência Pará A manifestação teve cerca de 15 veículos e iniciou na praça da República, seguindo pela av. Nazaré. No percurso, motoristas fizeram buzinaço contra medidas de distanciamento social, importas pelo Governo do Pará, para o combate ao novo coronavírus. Os manifestantes pediam a abertura total do comércio e suspensão das medidas de quarentena, contrariando recomendações das autoridades da área da saúde. Manifestantes fazem carreata por fim de quarentena e são barrados pela polícia em Belém Arthur Sobral/G1 PA Durante o percurso, os manifestantes foram bloqueados na av. Magalhães Barata entre a avenida Alcindo Cacela e travessa Nove de Janeiro, em Frente ao Museu Emílio Goeldi, no bairro de São Brás, por viaturas da Polícia Militar, Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros, da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) e do Departamento de Trânsito do Pará (Detran). No último sábado (28), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, fez alerta sobre os riscos das aglomerações no momento e comentou as carreatas que foram realizadas pelo país. "Fazer movimento assimétrico de efeito manada agora... Nós vamos, daqui a duas semanas, três semanas, os mesmos que fizerem [carreata] vão ser os mesmos que vão estar em casa", disse em entrevista coletiva. Initial plugin text

Há pessoas com Covid-19 em 12 cidades goianas. São 1.653 casos suspeitos no estado. Laboratório Lacen coronavírus teste exame Covid-19 Goiânia Goiás Reprodução/TV Anhanguera Os casos confirmados de pessoas com coronavírus em Goiás subiram para 58 neste domingo (29), segundo o balanço do Ministério da Saúde. Há uma morte por causa da Covid-19 registrada no estado e 1.653 casos suspeitos. Os casos confirmados são de Goiânia (33), Rio Verde (7), Anápolis (4), Aparecida de Goiânia (2), Valparaíso de Goiás (2), Jataí (2), Catalão (1), Silvânia (1), Águas Lindas de Goiás (1), Goianésia (1), Hidrolândia (1) e Luziânia (1) - paciente que morreu. O Ministério da Saúde não informou em quais cidades estão os dois novos casos divulgados neste domingo. A primeira morte por coronavírus registrada em Goiás é de uma idosa de 66 anos, moradora de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. Segundo o governo estadual, a mulher era hipertensa, com diabetes, doença pulmonar obstrutiva crônica e teve dengue recentemente. Após a morte, o governador Ronaldo Caiado (DEM) voltou a pedir que os goianos não viajem para Brasília, no Distrito Federal, como prevenção ao contágio do coronavírus. O apelo do político é baseado na morte da mulher, que esteve na cidade dias antes de apresentar os sintomas de Covid-19. Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença Foto: Infografia/G1 Initial plugin text

Boletim epidemiológico deste domingo (29) aponta que 18 suspeitas foram descartadas, mas 160 seguem em investigação. Vacinação contra o Influenza volta nesta segunda-feira. Laboratório de análises clínicas em Ribeirão Preto, SP Reprodução/EPTV O número de casos confirmados de Covid-19 em Ribeirão Preto (SP) chegou a 25 neste domingo (29), conforme boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde. Outros16 pacientes que testaram positivo em exames locais para a doença aguardam contraprova do Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo (SP), conforme determina o protocolo do Ministério da Saúde. Ainda de acordo com o boletim, 18 suspeitas foram descartadas e outras 160 seguem em investigação. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, até o momento, Ribeirão Preto é a única cidade no interior de São Paulo com morte relacionada à Covid-19. Na madrugada de quinta-feira (26), um homem de 36 anos morreu no Hospital das Clínicas (HC). Ele tinha câncer nos ossos, insuficiência renal e já tinha uma internaçao de longa permanência. Apesar da idade, o paciente estava no grupo de risco por causa do quadro de saúde anterior à infecção pelo Sars-Cov-2. Para orientar moradores com dúvidas sobre a Covid-19, a Prefeitura disponibilizou o telefone 0800 770 1160. O Disque Covid é gratuito e funciona de segunda-feira a domingo, das 8h às 20h. O serviço foi criado com o intuito de evitar que as pessoas se desloquem até uma unidade de saúde, reduzindo o risco de contato com outros pacientes infectados. Vacinação contra a gripe Nesta segunda-feira (30), a Prefeitura retoma a vacinação contra a gripe, com exclusividade para idosos. Os moradores com idade acima de 60 anos podem comparecer a Esplanada do Theatro Pedro II, a um dos 35 postos em escolas municipais e centros comunitários ou irem de carro ao Estádio Santa Cruz (Botafogo-SP), onde o atendimento será feito no drive thru. VEJA ENDEREÇOS dos 35 postos de vacinação Em todos os locais, a vacinação acontece das 8h30 às 16h. O idoso deve apresentar RG ou CPF, e carteira de vacinação. A vacina só não será aplicada para moradores que estiverem em estado febril, atendendo recomendações dos profissionais da saúde. Segundo dados do Programa de Imunização, até o momento, 50,9 mil idosos foram vacinados em Ribeirão Preto. A meta é vacinar 90% dos 78 mil moradores nesta faixa etária. A vacina não protege contra o novo coronavírus, mas contra o Influenza. Ela pode facilitar no diagnóstico do coronavírus (Covid-19), visto que a gripe poderá ser descartada na análise de pacientes que apresentarem sintomas, mas já tiverem tomado a vacina. Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca

Um edital com inscrições abertas oferece 20 vagas. Todos os outros editais foram suspensos por causa do novo coronavírus. Divulgação/UBM Pelo menos 20 vagas são oferecidas em um edital de concurso publicados na Paraíba, nesta semana de 29 de março a 5 de abril. Os demais editais que estavam com inscrições abertas esta semana foram suspensos por tempo indeterminado por causa da pandemia do novo coronavírus. Concurso da Prefeitura de Poço Dantas Vagas: 20 Níveis: todos Salários: R$ 1.045 a R$ 8 mil Prazo de inscrição: até 17 de abril Local de inscrição: sede da prefeitura ou site da organizadora, Facet Taxas de inscrição: R$ 60 (fundamental), R$ 80 (médio) e R$ 100 (superior) Provas: 17 de maio Edital do concurso da Prefeitura de Poço Dantas Cadastro de reserva para Prefeitura de Campina Grande Vagas: não informadas Níveis: todos Salários: não informados Atuação: combate ao coronavírus Prazo de inscrição: não informado Local de inscrição: site da Prefeitura de Campina Grande Taxa de inscrição: gratuita

Por causa da evolução no número de casos, a proibição de funcionamento de diversos comércios e estabelecimentos no Ceará foi prorrogada até 5 de abril. Imagem de um homem e uma mulher caminhando pela calçada com máscaras, em Fortaleza, para proteção contra coronavírus. Fabiane de Paula/ SVM O número de pessoas infectadas com o novo coronavírus no Ceará continua subindo, chegando a 348 neste domingo (29), segundo dados do Ministério da Saúde. A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) ainda deve divulgar o boletim epidemiológico do estado nesta tarde. O número de mortes pela Covid-19 também subiu, passando para 5, conforme o MS. Secretário da Saúde do Ceará, Dr. Cabeto, testa positivo para novo coronavírus 'Me sinto na obrigação de alertar as pessoas', diz genro de primeiro cearense morto pelo novo coronavírus Por causa da evolução no número de casos, a proibição de funcionamento de diversos comércios e estabelecimentos no Ceará foi prorrogada até 5 de abril. O anúncio foi feito pelo governador Camilo Santana, em transmissão ao vivo em rede social neste sábado (28). A proibição de funcionamento afeta os seguintes segmentos: Bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres; Templos, igrejas e demais instituições religiosas; Museus, cinemas e outros equipamentos culturais, público e privado; Academias, clubes, centros de ginástica e estabelecimentos similares; Lojas ou estabelecimentos que pratiquem o comércio ou prestem serviços de natureza privada; “Shopping center”, galeria/centro comercial e estabelecimentos congêneres, salvo quanto a supermercados, farmácias e locais que prestem Serviços de saúde no interior dos referidos dos estabelecimentos; Feiras e exposições; Indústrias, excetuadas as dos ramos farmacêutico, alimentício, de bebidas, produtos hospitalares ou laboratoriais, obras públicas, alto forno, gás, energia, água, mineral, produtos de limpeza e higiene pessoal, bem como respectivos fornecedores e distribuidores. O governado afirmou que a decisão foi tomada após várias reuniões com áreas técnicas do governo e setor produtivo. "O atual decreto vale até amanhã à meia-noite e eu, após todas essas reuniões, ouvindo, sei que é importante a preocupação do setor produtivo com a economia, negócios, essa preocupação é nossa também mas nesse momento o que deve prevalecer, e não tenho dúvida que estou tomando a decisão que considero mais correta nesse momento, é proteger o cearense", disse Camilo, em live no sábado. Aulas A Secretaria da Educação do Ceará (Seduc) também divulgou recomendação para que as escolas da rede pública implementem o ensino a distância e domiciliar durante a pandemia de coronavírus. Por causa da crise na saúde, as aulas estão suspensas desde o dia 18 de março, até 2 de abril. De acordo com o documento divulgado, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394/1996) informa sobre as possíveis ações que podem ser tomadas em situações de emergência. A Universidade Federal do Ceará (UFC) decidiu manter a suspensão das atividades presenciais até o dia 9 de abril. Tempo de evolução da Covid-19 O tempo entre o aparecimento os sintomas iniciais e o óbito das três primeiras pessoas que morreram por Covid-19 no Ceará variou de 4 a 11 dias, de acordo com o boletim da (Sesa) da quinta-feira (26), que foi o mais detalhado desta semana. As vítimas foram duas mulheres, de 84 e 85 anos, e um homem de 74 anos. Os três idosos tinham doenças crônicas já existentes e moravam em Fortaleza. A Covid-19 na outra mulher, de 84 anos, evoluiu durante nove dias até o óbito, dos quais dois ela passou em internação. As informações constam no sistema oficial de notificação do Ministério da Saúde (Redcap). Resumo das medidas estaduais A primeira leva de medidas estaduais contra o avanço do coronavírus foi a criação, em decreto, de um comitê para tratar da questão, em 13 de março. Em seguida vieram mais dois decretos, um deles três dias depois estabelecendo situação de emergência em saúde e suspensão das aulas, e o outro, no dia 19 de março, ainda mais rigoroso, proibindo a abertura de bares e diversas atividades. Prazos fiscais e tributários também foram prorrogados. Medidas do governo do Ceará Veja as medidas anunciadas entre 16 e 28 de março pelo governo do estado contra proliferação do novo coronavírus: Decreto de situação de emergência na saúde pública; Construção de 3 anexos aos hospitais César Cals, do Coração de Messejana e Geral de Fortaleza (HGF) Liberação de R$ 245 mi para compra de insumos para combate ao coronavírus; Aulas suspensas em escolas e universidades públicas por 15 dias; Proibição de eventos com mais de 100 pessoas; Compra de mais de 10 mil kits para diagnosticar os casos de Covid-19; Destinação de 200 leitos para enfermaria e 30 leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) para atender aos pacientes; Compra de 600 UTIs e equipamentos de proteção para os profissionais da saúde; Isolamento social; Suspensão por 10 dias do funcionamento de bares, barracas de praia, restaurantes, lanchonetes, templos e igrejas, museus, academias de ginástica, feiras livres, lojas que prestem serviço de natureza privada, galerias e centros comerciais (liberados os serviços de entrega por aplicativo). As medidas restritivas não se aplicam a bares que funcionem no interior dos hotéis e pousadas, desde que sirvam somente aos hóspedes; Interrupção do funcionamento do metrô em Fortaleza, Sobral e Juazeiro do Norte, a partir de 0h de sábado (21); Fim das viagens intermunicipais, a partir da 0h de segunda-feira (23); Prorrogação do ponto facultativo para os servidores públicos do estado até sexta-feira (27); Barreiras nas divisas do Ceará com outros estados, para fiscalização sanitária; Suspensão das atividades do setor industrial até 29 de março, exceto a produção de itens essenciais; Suspensão por 90 dias (abril, maio e junho) da cobrança de água para consumidores de baixa renda; Suspensão por 90 dias da cobrança da tarifa de contingência; Lançamento de edital para artistas, que farão apresentações on-line; Inspeção de passageiros que chegam pelo aeroporto de Fortaleza; Prorrogação da quarentena no estado até 5 de abril, mantendo comércio e serviços não essenciais fechados. Ciclo do coronavírus Foto: Arte/G1 Initial plugin text

Presidente afirmou que 'quer poupar a vida', mas que 'todos nós iremos morrer um dia'. Sobre o problema do vírus, disse que 'vamos ter que enfrentar como homem, porra. Não como um moleque'. Bolsonaro durante coletiva neste domingo (29) Reprodução/ Redes Sociais Na volta do passeio que fez às localidades ao redor de Brasília, neste domingo (29), o presidente Jair Bolsonaro voltou a se posicionar contra o isolamento social mais geral, defendido por autoridades de saúde do mundo inteiro. Defendeu apenas o isolamento de idosos e de grupos de risco. Usando seu linguajar costumeiro, disse que é preciso poupar vidas, mas que todos vão morrer um dia. E que é preciso atenção para o impacto da pandemia na economia. “Temos um problema do vírus? Temos. Ninguém nega isso daí. Devemos tomar os devidos cuidados com os mais velhos, com as pessoas do grupo de risco. Agora, o emprego é essencial.” “Essa é uma realidade, o vírus tá aí. Vamos ter que enfrentá-lo, mas enfrentar como homem, porra. Não como um moleque. Vamos enfrentar o vírus com a realidade. É a vida. Tomos nós iremos morrer um dia. Queremos poupar a vida? Queremos, na parte da economia, o Paulo Guedes tá gastando dezenas de bilhões de reais, que é do Orçamento, que é dinheiro do povo, se bem que nem dinheiro é. Pegamos autorização do Congresso para estourar o teto, que vai ser paga essa conta lá na frente." O presidente justificou seu passeio alegando que foi conhecer as necessidades do povo. Disse que não anunciou sua visita previamente, mas não comentou o fato de que a simples presença de um presidente atrai aglomerações, condenadas pelas autoridades de saúde porque aumentam a chance de contágio. “Hoje é domingo, tem pouca gente na rua. Agora, eu não marquei nada em lugar nenhum. Foi tudo de forma inopinada. Vamos lá. Entra aqui, para qui, já tava o povo lá dentro. Eu não juntei ninguém. 'Ah, junta aí, vamos fazer um oba-oba'. Nada disso. Fui reconhecido. Não teve nenhum grito por parte da população." Bolsonaro afirmou que é contra o isolamento mais geral porque os trabalhadores precisam ganhar o seu sustento. Mas, em outra parte, lembrou que o governo e o Congresso aprovaram uma ajuda de 600 reais por três meses a pelo menos dois membros de cada família. Não comentou o que especialistas vêm dizendo: que se essa ajuda é considerada insuficiente, cabe apenas a ele, presidente, aumentá-la de forma emergencial. Como chefes de estado de todo o mundo vem fazendo. "Nós vai condenar esse cara a ir pra dentro de casa? Ficar dentro de casa, ele não tem poupança, não tem renda. A geladeria dele, se tiver, já acabou a comida, porque tem que trabalhar. Tem que sustentar a família. Tem que cuidar dos seus filhos". "Temos um problema mais sério no momento. Essas pessoas informais, que nunca tiveram voz em lugar nenhum. Tiveram agora que arranjar R$ 600 para eles". As autoridades sanitárias do mundo inteiro defendem que todos os que possam fiquem em casa para diminuir os riscos de quem têm de trabalhar, como aqueles de setores essenciais, como saúde, transportes e fábricas, entre outros. Bolsonaro, porém, insiste num isolamento mais restrito, apenas de idosos de doentes crônicos. E deu um argumento no mínimo polêmico e sem comprovação estatística: "Tem mulher apanhando em casa. Por que isso? Em casa que falta pão, todos brigam e ninguém tem razão. Como é que acaba com isso? O cara quer trabalhar, meu Deus do céu. É crime trabalhar?" Bolsonaro volta a contrariar recomendações do Ministério da Saúde Passeio com aglomeração Na manhã desde domingo (29), Bolsonaro saiu de carro da residência oficial do Palácio da Alvorada e foi a uma farmácia e a uma padaria no bairro Sudoeste, em Brasília, depois ao Hospital das Forças Armadas e ao centro de Ceilândia, uma das regiões administrativas do Distrito Federal. Nas ruas, a presença do presidente provocou pequenas aglomerações, contrariando as recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde (OMS). No Sudoeste, ouviu grito de "Abre o comércio, presidente". Uma mulher fez um apelo por isolamento. "Isolamento para nós, hein? Sem isolamento, a gente não vai conseguir". Outros desejaram boa sorte. "Presidente, Deus te ilumine". Do Sudoeste, Bolsonaro seguiu para o Hospital das Forças Armadas. Na saída, se aproximou de pessoas e fez fotos, juntando o rosto ao de apoiadores que o aguardavam do lado de fora. "Passei por lá também para ver como estava o fluxo de pessoas porventura chegando", afirmou Bolsonaro. Ele não quis responder ao ser indagado se fez exame. "Que pergunta, meu Deus do céu. Outra pergunta", disse. Em seguida, foi ao centro de Ceilândia, onde uma aglomeração maior se juntou. Alguns populares aparentemente eram maiores de 60 anos, grupo mais vulnerável ao contágio do novo coronavírus. O presidente parou para conversar com um ambulante que vende espetinhos de churrasco. O vídeo com a gravação da conversa foi postado na página de uma das redes sociais do presidente. Medidas de isolamento no DF Decreto do último dia 19 do governador Ibaneis Rocha (MDB), determinou o fechamento até o próximo dia 5 de lojas, bares, restaurantes e a proibição de cultos e missas no Distrito Federal devido ao coronavírus. Escolas também estão com as atividades suspensas. De acordo com o decreto, podem se manter em funcionamento clínicas médicas, laboratórios, farmácias, postos de gasolina, mercados, lojas de material de construção e padarias. Sob o argumento de que as reações à crise são motivadas por "histeria" e "pânico", Bolsonaro vem defendendo a reabertura do comércio e de escolas, embora o Ministério da Saúde tenha posição contrária. O fechamento desses estabelecimentos é medida recomendada por especialistas como forma de conter a disseminação do coronavírus. No sábado (28), Bolsonaro fez uma reunião com Luiz Henrique Mandetta e outros ministros no Palácio da Alvorada a fim de discutir medidas contra a crise do coronavírus. No mesmo dia, uma juíza do Rio de Janeiro proibiu a veiculação da propaganda "O Brasil não pode parar", registrada em uma das páginas de redes sociais do governo e cujo vídeo foi compartilhado por parlamentares bolsonaristas. Segundo a Secretária de Comunicação da Presidência, o vídeo era de "caráter experimental" e não existe uma campanha publicitária sobre o assunto.

De ontem para hoje, três açudes começaram a sangrar. A previsão é de chuvas para os próximos três dias em várias regiões do Estado Açude Caldeirões, em Saboeiro é um dos 33 que estão sangrando no Ceará Honório Barbosa O Ceará está com 33 açudes sangrando, neste domingo (29), seu maior número nos últimos 12 meses, segundo a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). Os últimos a sangrarem foram os açudes São José I, em Boa Viagem, na macrorregião de Banabuíu, Itapebussu, em Maranguape, e Tijuquinha, em Baturité, os dois na Bacia Metropolitana. Os números do Portal Hidrológico da Cogerh apontam que outros seis açudes estão acima de 90% de sua capacidade, enquanto subiu, de ontem para hoje, de 53 para 64 a quantidade reservatórios que estão abaixo 30%. Açudes acima de 100% da capacidade: Acaraú Mirim (Massapê) Arrebita (Forquilha) Jatobá II (Ipueiras) Jenipapo (Meruoca) São Vicente (Santana do Acaraú) Sobral (Sobral) Caldeirões (Saboeiro) Trici (Tauá) Valério (Altaneira) São José I (Boa Viagem) Angicos (Coreaú) Diamantino II (Marco) Gangorra (Granja) Itaúna (Granja) Trapiá III (Coreaú) Tucunduba (Senador Sá) Várzea da Volta (Moraújo) Itapajé (Itapajé) Gameleira (Itapipoca) Missi (Miraíma) Poço Verde (Itapipoca) Quandú (Itapipoca) São Pedro Timbaúba (Miraíma) Acarape do Meio (Redenção) Germinal (Palmácia) Itapebussu (Maranguape) Tijuquinha (Baturité) Gomes (Mauriti) Rosário (Lavras da Mangabeira) Barragem do Batalhão (Crateús) Carnaubal Colina (Quiterianópolis) Sucesso (Tamboril) Castanhão Entre sexta-feira e sábado (28), foram registrados aportes em 97 açudes cearenses, representando um aumento de aproximadamente 120 milhões de metros cúbicos no volume armazenado. Entre eles, estão os dois maiores reservatórios do Estado: o Castanhão, que recebeu aporte de 39,5 hm³ e o Orós que teve recarga de cerca de 16,6 hm³. Inclusive, o açude Castanhão está próximo de igualar seu melhor volume nos últimos quatro anos: 9,94%, em abril de 2016. Hoje, o maior reservatório do estado está com 9,12% de sua capacidade. Neste mês de março, teve um aporte de 94 milhões de metros cúbicos de água. Março já apresenta um volume de chuvas 34,6% acima de sua média mensal: 203,4 milímetros. Até agora, o acúmulo médio do Estado é de 273,8 milímetros. Previsão A Funceme prevê chuvas nos três últimos dias de março. Hoje (29), predomina a nebulosidade variável em todas as regiões com chuva isolada na Ibiapaba, no Litoral Norte e na região Jaguaribana. Nas demais áreas, há possibilidade de chuva. Amanhã (30), o céu permanece nublado em todas as regiões com chuva isolada no centro-norte do Estado e possibilidade de chuva na região sul. Já na terça-feira (31), teremos tempo fechado em todas as regiões com chances de chuva no Centro-Sul, enquanto nas demais regiões deve ocorrer precipitações isoladas.

Produto tem sido um dos mais procurados pela população para se prevenir do contágio pelo novo coronavírus. Trabalhadora da indústria usa álcool em gel coronavírus Reprodução/EPTV O Governo do Maranhão conseguiu autorização da Justiça Federal para isentar do pagamento do Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação – ICMS, álcool em gel, álcool 70% e seus insumos, além de luvas médicas, máscaras médicas e hipoclorito de sódio 5%. Com base nesta decisão proferida nos autos do Processo nº 1015835-03.2020.4.01.3700, com tramitação na 13ª Vara Federal Cível da Seção Judiciária do Maranhão, o Estado foi autorizado a isentar o ICMS, independentemente de prévio convênio no âmbito do Conselho Nacional de Política Fazendária (CONFAZ). Desse modo, foi editada Medida Provisória que será encaminhada a Assembleia Legislativa que isenta do ICMS, até 31 de julho de 2020, as operações internas e de importação do exterior com álcool em gel (NCM 2207.20.1) e seus respectivos insumos, luvas médicas (NCM 4015.1), máscaras médicas (NCM 9020.00), hipoclorito de sódio 5% (NCM 2828.90.11) e álcool 70% (NCM 2208.30.90) do pagamento do ICMS (imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e prestação de serviços de transporte interestadual e intermunicipal e de comunicação). Nas últimas semanas, o estado tem adotado uma série de medidas tanto de proteção e de fortalecimento da rede estadual de saúde quanto de estímulo ao setor econômico. Os produtos isentos do pagamento do ICMS são considerados fundamentais para fazer a prevenção contra o vírus e tem validade até o dia 31 de julho. Inicialmente, o Estado do Maranhão já havia reduzido a tributação incidente sobre os produtos de 18% para 12%, por meio de Medida Provisória. Agora, com autorização para isenção do imposto sobre esses produtos, a expectativa é reduzir os preços e incentivar a produção e aquisição do produto que está em falta em muitos estabelecimentos comerciais. Cuidados Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas. Dicas de prevenção contra o coronavírus Arte/G1
Ministro da Saúde do país, Aníbal Cruz, disse que vítima foi uma mulher de 78 anos na cidade de Santa Cruz de la Sierra. O ministro da Saúde da Bolívia, Aníbal Cruz, disse neste domingo (29) que uma mulher de 78 anos na cidade de Santa Cruz de la Sierra, a região mais afetada, morreu de graves problemas respiratórios após contrair o vírus de um membro da família. "Recomendamos que a população cuide de nossos idosos, que são os mais vulneráveis e sensíveis a esta doença", afirmou Cruz a repórteres. VEJA ÚLTIMAS NOTÍCIAS DESTE DOMINGO (29) PANDEMIA: veja quais países já registraram casos da doença GUIA ILUSTRADO: sintomas, transmissão e prevenção CORONAVÍRUS: veja perguntas e respostas A Bolívia, que tem 81 casos confirmados, tomou medidas agressivas para conter a propagação da doença, incluindo uma quarentena em todo o país e o fechamento das fronteiras. No sábado, o Uruguai também relatou sua primeira morte por coronavírus, enquanto o total de casos ultrapassou os 300 no país, que tem uma população de cerca de 3,5 milhões de pessoas. O Ministério da Saúde uruguaio informou que um ex-ministro da Justiça Eleitoral de 71 anos, Rodolfo González Rissotto, morreu após contrair o vírus. Initial plugin text

A equipe de resgate do batalhão irá fazer a soltura da cobra em um local adequado, já que ela é de grande porte. Sucuri de 4 metros é resgatada em área urbana Reprodução/Polícia Militar Uma cobra sucuri foi encontrada neste domingo (29) em uma área urbana, na região da Alameda Júlio Muller, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. De acordo com a polícia militar, o animal tem aproximadamente 4 metros de comprimento. A sucuri havia acabado de engolir um cachorro, quando o Corpo de Bombeiros foi acionado. O animal foi encaminhado para o Batalhão Ambiental, avaliado, e não apresentou nenhum problema de saúde. A equipe de resgate do batalhão irá fazer a soltura da cobra em um local adequado, já que ela é de grande porte. A polícia não informou quem encontrou o animal ou o local exato em que ele estava. As sucuris podem chegar até 9 metros de comprimento, mas geralmente são encontradas com tamanho entre 4 e 6 metros, com peso entre 30 a 90 quilos. Lagos, rios, cavernas e florestas perto das margens dos corpos d’água são os ambientes onde esta cobra costuma circular.

Acidente aconteceu na noite de sábado (28). Vítimas foram levadas para um hospital da região. Carro e carreta se envolveram em acidente na BR-242 Blogbraga/Repórter Marlon Três pessoas ficaram feridas após batida entre um carro de passeio e uma carreta na BR-242, trecho de Luís Eduardo Magalhães, oeste da Bahia, na noite de sábado (28). De acordo com Polícia Rodoviária Federal (PRF), as vítimas foram levadas para um hospital da região. A PRF não soube informar as circunstâncias do acidente, nem em qual veículo estavam os feridos. Ainda segundo a PRF, o carro de passeio já foi retirado da pista neste domingo (29). Já a carreta, que tem dois compartimentos de carga [que não foi divulgada], está no acostamento, sem atrapalhar o trânsito. A PRF informou que aguarda o proprietário da carreta para retirada do veículo da pista. Não há informações sobre o estado de saúde dos feridos. Veja mais notícias no G1 Bahia. Carro e carreta bateram na BR-242, oeste da Bahia Blogbraga/Repórter Marlon Frente do carro ficou destruída com a batida Blogbraga/Repórter Marlon Três pessoas ficaram feridas na batida Blogbraga/Repórter Marlon Acidente aconteceu no trecho de Luís Eduardo Magalhães Blogbraga/Repórter Marlon

Orlando Morando (PSDB), de 45 anos, testou positivo na quarta-feira (25), e estava em quarentena. Médico visitou prefeito neste domingo (29) e constatou baixa oxigenação. Prefeito Orlando Morando (dir.) em visita a hospital de São Bernardo do Campo Gabriel Inamine/Prefeitura de São Bernardo do Campo O prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando (PSDB), de 45 anos, foi internado neste domingo (29) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Luiz, unidade de São Caetano do Sul, após ter seu quadro respiratório agravado em decorrência do coronavírus. São Paulo tem 98 mortos por coronavírus e 1.451 casos confirmados Segundo a Prefeitura de São Bernardo, município da Grande São Paulo, nesta semana, ele estava em quarentena em casa, mas neste domingo, o médico passou em sua residência e constatou que a oxigenação estava muito baixa. Diante de maior risco, decidiu encaminhá-lo ao hospital para cuidados na UTI, visando sua recuperação. Morando apresentou os primeiros sintomas na segunda-feira (23). Na quarta-feira (25) testou positivo para o Covid-19 e depois disso o prefeito não apresentou melhoras. Teste positivo O resultado positivo foi divulgado por ele em uma transmissão ao vivo pelas redes sociais, onde Orlando Morando, tossindo muito, comunicou o teste positivo para o coronavírus e mostrou o documento. "Tomei e vou continuar tomando todas as medidas para proteger a cidade. Fui para linha de frente e infelizmente vou aqui comunicar a vocês que também fui atingido. É triste? É triste, né?! Tá aqui meu exame, que diferente do presidente da República, não tenho medo de mostrar. Infelizmente deu positivo. É muito triste, porque não queria que isso tivesse acontecido, mas estou firme", afirmou Morando. "Como deu positivo, infelizmente vou ter que ficar em isolamento agora por 14 dias, a contar do dia de ontem [terça] quando tive o diagnóstico. Vou continuar trabalhando aqui da minha casa, fazendo as conferências. Espero que Deus me dê saúde para continuar trabalhando", declarou. Prefeito de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, anuncia que está com coronavírus. A esposa do prefeito de São Bernardo, deputada Carla Morando, também anunciou que testou positivo para a doença. "Eu já tinha feito o teste, o resultado acabou de chegar e também deu positivo para o coronavírus. As crianças já estão isoladas e eu o Orlando faremos a quarentena juntos. Temos fé em Deus que logo logo tudo isso vai passar, mas mesmo na quarentena vou ficar trabalhando de casa. Agradeço as palavras de carinho e apoio que estamos recebendo. Que Deus proteja a todos", declarou a deputada estadual. A deputada estadual Carla Morando e o marido prefeito de São Bernardo do Campo. Divulgação Ciclo do novo coronavírus - transmissão e sintomas Aparecido Gonçalves/Arte G1 Initial plugin text

Ambos os casos são resultados de pessoas que estiveram em viagem ao exterior. Sars-CoV-2 causa Covid-19 Getty Images via BBC O Comitê de Contingência do Coronavírus de Araraquara (SP) informou neste domingo (29) que mais dois testes deram negativo para a doença Covid-19. Ambos os casos são resultados de pessoas que estiveram em viagem ao exterior. Araraquara contabiliza 38 casos notificados até o momento, sendo que sete foram descartados e 31 são monitorados e aguardam o resultado de exames. Dos 38 casos notificados, 25 pessoas foram internadas. Dessas, 12 já receberam alta e 11 permanecem no hospital. Duas mortes são investigadas. Dicas de prevenção contra o coronavírus Arte/G1 Initial plugin text Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.
A paciente é filha de um homem infectado, está bem e em isolamento domiciliar, segundo a Sespa. Uma criança de 9 anos testou positivo para o novo coronavírus em Belém, segundo a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Até então, o estado possui 19 casos confirmados. A paciente é filha de um homem infectado, está bem e em isolamento domiciliar, segundo nota divulgada pela secretaria neste domingo (29). Segundo o último boletim emitido às 12h pela Sespa, o Pará possuía 105 casos em análise e 531 descartados. Um decreto estadual estabeleceu medidas de prevenção contra o novo coronavírus. Shoppings, bares e restaurantes estão fechados. Aulas estão suspensas. Órgãos públicos funcionam em regime de escala remota ou com atendimento reduzido. Terminais rodoviários e hidroviários já não podem mais fazer viagens interestaduais, bem como voos internacionais estão proibidos de pousar em Belém. Neste domingo (29), manifestantes pediam que o comércio voltasse a funcionar totalmente. O grupo contra as medidas de isolamento social foi impedido pelos órgãos de segurança. Onze pessoas foram autuadas. Initial plugin text

Secretaria de Saúde havia informado que o estado estava desde sexta-feira sem realizar testes por falta de kits. Estado não informou a quantidade de kits entregues. Imagem ilustrativa de testes para o novo coronavírus Robson Valverde/Ilustrativa Os exames do novo coronavírus voltaram a ser realizados em Rondônia na tarde deste domingo (29), segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Os testes tinham parado de ser feitos há dois dias por falta de kits. No último sábado (28) o secretário de Saúde, Fernando Máximo, divulgou um vídeo no Facebook falando sobre a falta de kits, que segundo ele deveriam ter sido entregues no dia 24 de março. O coordenador do Centro de Informações Estratégicas da Vigilância em Saúde de Rondônia (Cievs), Sid Orleans, confirmou o problema da falta de kits e alegou que era oriundo da instabilidade do fluxo aéreo. Initial plugin text Neste domingo, Fernando Máximo voltou a falar nas redes sociais sobre a situação e informou que os exames estão sendo realizados novamente pois os kits foram entregues. "Governador Marcos Rocha ligou para Brasília para interceder por nós e deram a notícia para ele de que enviariam ainda na madrugada. Ficamos esperando pela manhã porque como está com dificuldades de voos e logística, precisava confirmar. Agora, às 14h30 a equipe do Lacen está realizando o primeiro teste hoje com os novos kits que acabaram de chegar", disse o secretário. A Sesau não informou quantos kits foram entregues e a quantidade de exames que podem ser realizados. Casos de coronavírus Até a última atualização da Sesau, divulgada no sábado (28) foram identificados em Rondônia seis casos positivos de Covi-19, sendo cinco em Porto Velho e um em Ji-Paraná. Um dia antes havia sido informado que mais de 740 casos suspeitos já foram notificados no estado. Em todo o país mais de 4 mil pessoas estão infectadas e até este domingo já são contabilizados 124 mortos. Initial plugin text
Entre os cursos oferecidos estão marketing digital, redes sociais, gestão financeira e fluxo de caixa O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) está oferecendo cursos online gratuitos para comerciantes se adequarem ao novo cenário da economia. Devido ao Coronavírus (Covid-19), muitas empresas precisaram baixar as portar para evitar contaminação e proliferação do vírus. Uma das medidas que podem ser adotadas pelos comerciantes é a venda online e delivery. “Das orientações, a principal dúvida têm sido com relação a se organizar financeiramente nesse contexto atual, essa tem sido a principal e como se reinventar nas vendas, como é que a sua empresa vai até o cliente.”, afirma Cibele Pestillo, consultora de negócios do Sebrae. A consultora ainda afirma que a melhor medida tem sido as parcerias entre empresas, principalmente em relação a entregas de produtos em domicílio. As parcerias diminuem os custos para as empresas. O Sebrae disponibilizou 100% dos cursos e capacitações online e gratuitos. Entre as áreas oferecidas estão marketing digital, redes sociais, gestão financeira e fluxo de caixa. Os interessados podem acessar o site ou ligar para o número 0800-570-0800. Sebrae oferece cursos online gratuitos para auxiliar comerciantes nas vendas pela internet Veja mais notícias da região em G1 Rio Preto e Araçatuba
Caso ocorreu na tarde de sábado em Passos Maia. Familiares encontraram vítima caída e chamaram bombeiros. A Polícia Civil investiga a morte de um homem de 26 anos na tarde de sábado (28) em Passos Maia, no Oeste catarinense. A suspeita é que ele tenha sofrido um choque enquanto tentava arrumar uma bomba de água. Segundo o Corpo de Bombeiros de Ponte Serrada, a vítima foi encontrada nas margens de um córrego por familiares, por volta das 13h30 de sábado na localidade de Linha Tigre. Os bombeiros foram no local e tentaram socorrê-lo, mas o homem não resistiu. A suspeita da polícia é que ele tenha levado um choque quando tentava cortar um fio de uma bomba de água. Com a descarga elétrica, ele caiu no córrego. Segundo a Polícia Civil, os detalhes da morte estão sendo investigados. Veja outras notícias do estado no G1 SC
Ocorrência foi na madrugada deste domingo (29). Eles estavam com um revólver. Dois homens foram presos na madrugada deste domingo (29), após roubarem um boi, em Betim, na Grande BH. Segundo a Polícia Militar, a ocorrência foi às 4h20 no bairro Vila Kennedy, em Betim. Os dois suspeitos estavam em atitude suspeita e foram abordados durante patrulhamento de rotina. Os militares encontraram o boi dentro do carro, um Fiat Fiorino. Um revólver calibre 32 foi apreendido.

Brasil tem 13,6 milhões de pessoas morando em favelas, segundo os institutos Data Favela e Locomotiva, e algumas delas são mais populosas do que municípios inteiros. Casas com muitos moradores facilitam a contaminação e dificultam o isolamento Getty Images/BBC As agitadas ruas da favela da Maré, no Rio, têm ficado mais silenciosas a cada dia, à medida que mais e mais pessoas ficam em casa, seguindo orientações de autoridades de saúde para evitar o contágio por coronavírus. Desde a terceira semana de março, o silêncio vem sendo preenchido duas vezes por semana por uma voz que sai de um carro de som e alerta, em rima e com uma batida de funk ao fundo, para os riscos da covid-19, doença provocada pelo coronavírus. "Tá ligado no coronavírus deixa eu te passar a visão / essa doença triste que afetou nosso mundão", diz a gravação, e prossegue para dar, também em rima, as recomendações de prevenção. A iniciativa é uma parceria da ONG Redes da Maré, do Coletivo Papo Reto, de comunicação, e da Associação de Moradores, com apoio da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). MAPA DO CORONAVÍRUS: avanço dos casos nas cidades CORONAVÍRUS NO MUNDO: Espanha tem 2º recorde de mortes em 2 dias PANDEMIA: veja quais países já registraram casos da doença GUIA ILUSTRADO: sintomas, transmissão e prevenção PERGUNTAS E RESPOSTAS: infectologistas respondem A cena se repete em outras favelas do Rio, como Cidade de Deus e Rocinha, com mensagens diferentes mas que trazem sempre as mesmas orientações: evite aglomerações, fique em casa, lave as mãos. É apenas uma de uma série de iniciativas que moradores e organizações comunitárias vêm adotando para controlar a o contágio nesses lugares, onde as condições são muitas vezes desfavoráveis. Casas com muitos moradores facilitam a contaminação e dificultam o isolamento; falta d'água, problema recorrente em lugares como o Complexo do Alemão, torna impossível lavar as mãos com frequência, como recomendam autoridades. Em coletiva de imprensa na última sexta-feira (27/03), o secretário-executivo do ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, disse que favelas são "a grande preocupação" da pasta. "A nossa grande preocupação são essas comunidades, pelas dificuldades com saneamento, com acesso a água potável, a dificuldade de evitar aglomerações", disse ele, e citou medidas que estão sendo avaliadas: hotéis, hospitais de campanha, navios. O Brasil tem 13,6 milhões de pessoas morando em favelas, segundo os institutos Data Favela e Locomotiva. Algumas delas são mais populosas do que municípios inteiros AFP/Getty/BBC Enquanto o poder público não oferece soluções específicas para a situação das favelas, elas juntam forças para combater o vírus como podem. O Brasil tem 13,6 milhões de pessoas morando em favelas, segundo os institutos Data Favela e Locomotiva. Algumas delas são mais populosas do que municípios inteiros. O Complexo da Maré, por exemplo, tem uma população de 140 mil em suas 16 favelas, de acordo com a Redes da Maré. "Tem sido difícil. A gente não está acostumado a ficar preso dentro de um apartamento. Piora mais ainda quando tem cinco, seis pessoas em casa e não tem, como em outros lugares, uma piscina, uma varanda para você se distrair", diz a engenheira Magda Gomes, do coletivo A Rocinha Resiste. Os grupos estão mapeando os territórios para identificar casas e regiões de mais risco, coletando doações para compra de itens de higiene, cobrando autoridades para resolverem problemas de falta de água e elaborando propostas para apresentar ao poder público. O turismo, que é comum em lugares como a Rocinha, está proibido desde a semana passada, por iniciativa das associações de moradores. No entanto, a questão do distanciamento social segue sem uma solução clara. "A gente entra na casa de um idoso e vê que ele mora muitas vezes com cinco, seis, às vezes até sete pessoas dentro de casa. Não tem o que fazer, as pessoas não têm para onde ir. Se nós estamos fazendo nossa parte, o governo não pode fazer a dela e oferecer, por exemplo, um hotel?", questiona Wallace Pereira, presidente da associação de moradores da Rocinha. O município do Rio estuda fazer isso, mas ainda não deu detalhes da operação. "Nas favelas e periferias existe uma negligência histórica, serviços públicos básicos não chegam da maneira que deveriam, então a crise se amplia", diz Eliana Souza, uma das fundadoras da ONG Redes da Maré. "A sociedade civil faz sua parte, mas o governo precisa entrar", diz ela. Quem precisa de quê? Na Rocinha, algumas casas onde moram pessoas mais velhas trazem um aviso na porta que diz: "aqui tem idoso", para facilitar a distribuição de materiais de higiene e alimentos e incentivar jovens a oferecerem ajuda. O coletivo A Rocinha Resiste fez um questionário enviado por grupos de Whatsapp para entender quais são as principais demandas da população e onde elas estão. Associações de moradores apresentaram ao governador do Rio, Wilson Witzel, uma lista de propostas para o combate ao coronavírus nas favelas Arquivo Pessoal/BBC Na Maré, a ONG Redes se baseou em pesquisa populacional que ela mesma fez em 2019 para mapear quem são e onde estão os moradores mais pobres do conjunto de favelas e chegou à conclusão de que há de 4.500 a 6.000 famílias que precisarão de alimentos - problema que é anterior ao coronavírus, mas que se agrava com ele - e itens de higiene para cumprir as recomendações de prevenção. Os grupos ouvidos pela BBC News Brasil estão levantando recursos por meio de doações de dinheiro. No caso da Maré, a ideia é comprar tudo dentro da própria favela e, desse modo, estimular a economia local, que deve sofrer um baque devido à falta de movimento. A favela tem cerca de 4.000 comércios. O coletivo A Rocinha Resiste está coletando doações para, no início de abril, comprar água sanitária, sabão, álcool em gel e água mineral. Por ser uma favela com regiões de grande densidade populacional, com pouca iluminação e circulação de ar, tem casos de uma doença pouco comum nos dias de hoje, a tuberculose - que também é contagiosa e ataca os pulmões, assim como a covid-19. O veículo de comunicação fundado no Complexo do Alemão Voz das Comunidades lançou também uma campanha de arrecadação de recursos, intitulada Pandemia Com Empatia. A campanha vai organizar doações para diversas favelas. Como lavar as mãos se não tem água? A falta de água é realidade em diversas favelas do Rio. Angélica Coutinho vive com o marido e três filhos. O casal dorme na sala e os filhos, num quarto. Uma delas, Yasmin, tem uma filha com dificuldade de equilíbrio. Na semana passada, Coutinho teve que caminhar até a escola onde trabalha ou até a casa de uma vizinha para buscar água. "Cheguei a pedir para Deus mandar água do céu", diz ela. O trajeto seria cansativo em condições normais e se torna também perigoso porque expõe Coutinho a risco de contágio e porque o caminho é íngreme e acidentado. O fornecimento de água se normalizou no fim de semana, mas já foi interrompido novamente, diz ela. Chefe de gabinete da presidência da Fiocruz defende que mais testes sejam feitos em favelas, onde contágio é mais fácil EPA/BBC Enquanto isso, sua mãe, que tem 59 anos e sofre de pressão alta, também estava sem água em casa nesta terça-feira. Seu filho e seu neto têm levado galões da caixa de Coutinho até a casa dela. A Defensoria Pública do Rio entregou à Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae) um relatório com pelo menos 475 denúncias recebidas de falta d'água. Dessas, 397 são de "torneira seca" - falta d'água rotineira, como o caso da família de Coutinho. As reclamações vêm de 140 lugares, a grande maioria em favelas, diz a Defensoria. As cinco favelas que mais enviaram denúncias foram Tabajaras (93 registros), Rocinha (27), Alemão (11), Maré (8) e Fallet (8). O que os moradores propõem e o que o governo está fazendo? Organizações locais vêm redigindo sugestões para as autoridades. Há propostas como a liberação de cestas básicas e kits de higiene, distribuição de água, contratação de agentes comunitários de saúde, lugares para enviar pessoas doentes, como hotéis. Há também sugestões de medidas econômicas para garantir moradia e abastecimento de água e luz aos que podem vir a ficar sem recursos para pagar contas. O município do Rio estuda usar navios da Marinha e hotéis como abrigo para moradores de favela em grupos de risco, mas ainda não informou detalhes da operação. Segundo a Prefeitura, "unidades de atenção primária intensificaram as orientações para a população atendida nas comunidades", diz a Secretaria de Saúde, em nota. "As equipes orientam para que as pessoas evitem sair de casa, se possível, e detalham a correta higienização pessoal e do ambiente, como o uso de água sanitária para a limpeza da casa. Recomendam ainda a destinação de um local da casa para o familiar com suspeita de coronavírus. Se houver apenas um cômodo, a orientação é que pessoas infectadas devem tentar permanecer a pelo menos um metro de distância dos demais moradores." A Fiocruz desenvolveu um plano de ação para as favelas que já está sendo implementado em parte na Maré e em Manguinhos, que ficam perto da sede da instituição. "Consideramos que as favelas são os territórios mais vulneráveis para circulação do vírus e ocorrência de casos graves, que podem vir a não ser atendidos. É o elo mais fraco dessa epidemia", diz Valcler Rangel, médico sanitarista e chefe de gabinete da presidência da Fiocruz. A instituição produziu, em parceria com moradores e lideranças, um material informativo específico para essas localidades. Angélica Coutinho acumula na cozinha água que buscou na casa de vizinhos; o abastecimento no Complexo do Alemão é inconstante Arquivo Pessoal/BBC "A mensagem é a mesma de sempre, o que muda é a ênfase. O álcool gel virou símbolo da pandemia, mas é muito menos eficaz para evitar contágio do que outras medidas, como evitar contato e lavar as mãos com sabão. Também é importante informar sobre os sintomas de gravidade (tosse demais, febre alta que não baixa com remédios, por exemplo) para evitar uma busca precoce demais pelo sistema. Ela precisa ser precoce, mas não em excesso", diz ele. Na avaliação de Rangel, a proposta de enviar idosos e outros grupos de risco a hotéis pode ser boa, se for executada com cuidado. "Não podemos deixar as pessoas se virarem com suas populações de risco. O Estado tem que estar presente para identificar essas pessoas", diz ele, que defende que haja mais testes destinados a lugares onde há maior probabilidade de contágio. "Nos lugares onde a circulação do vírus é mais fácil é necessário proteger mais ainda", diz o especialista.
Novos casos são de quatro mulheres de 48, 39, 27 e 67 anos e um homem de 42 anos. Secretaria Estadual de Saúde ainda não contabiliza casos. A prefeitura de Volta Redonda, no Sul do Rio de Janeiro, anunciou na tarde deste domingo (29) mais cinco casos confirmados de coronavírus. Agora, a cidade soma 33 pessoas infectadas. As informações são da Secretaria Municipal de Saúde. Em um comunicado transmitido através de uma rede social, o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, informou que os novos pacientes são quatro mulheres de 48, 39, 27 e 67 anos e um homem de 42 anos. Destes, nenhum está internado. Todos estão em casa, em isolamento social, sendo acompanhados pela Secretaria Municipal de Saúde. Estes novos casos ainda não foram contabilizados pela Secretaria Estadual de Saúde. Cidade tem uma morte por coronavírus Volta Redonda tem uma morte confirmada por coronavírus. O primeiro caso de óbito por Covid-19 na cidade foi divulgado pela prefeitura na sexta-feira (27). O paciente era um idoso de 66 anos. Ele deu entrada no Hospital São João Batista na quarta-feira (18), ficou internado e isolado dos demais pacientes e morreu no sábado (21). A irmã dele, de 67 anos, morreu com os mesmos sintomas. Ela estava internada e isolada no mesmo hospital. O exame foi enviado ao Lacen (Laboratório Central Noel Nutels). O resultado que vai definir a causa da morte deve sair nesta semana. Segundo a prefeitura de Volta Redonda, os dois irmãos viajaram recentemente para Minas Gerais.

Pacientes com sinais mais graves passarão por triagem e serão encaminhados a hospitais. Medida faz parte de plano para conter avanço do coronavírus na cidade, diz Prefeitura. Jaboticabal, SP, tem comitê de enfrentamento ao coronavírus Pacientes que apresentarem sintomas de gripe podem procurar o Centro de Atendimento ao Coronavírus (CAC) em Jaboticabal (SP). Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o serviço foi implantado na escola municipal Coronel Vaz, no Centro, para dar suporte aos moradores durante a pandemia. As aulas na rede pública foram suspensas como mais uma medida de tentar conter o avanço do vírus. Até este domingo (29), a Secretaria havia confirmado oito casos de Covid-19 na cidade. Do total de pacientes infectados, cinco participaram de um cruzeiro pela costa brasileira recentemente. Outros viajantes do grupo foram orientados a fazer isolamento domiciliar, mesmo sem apresentar sintomas, e são monitorados pela Vigilância Epidemiológica. Triagem O centro na quadra esportiva da escola funciona 24 horas por dia. De acordo com a secretária de Assistência Social Tatiana Pelegrini, moradores com sintomas mais severos de gripe passam por uma triagem, são consultados e medicados. Caso seja necessário, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) é acionado para transportar o paciente até um hospital para nova consulta médica, quando poderá ter colhidas amostras para testes de Covid-19. Central de atendimento para coronavírus em Jaboticabal, SP Reprodução/EPTV Tatiana afirma que os atendimentos nas unidades básicas de saúde (UBS) e nos postos de Estratégia de Saúde da Família (ESF) não deixaram de ser feitos. Segundo a secretária, pacientes com sintomas leves podem procurar um desses locais, mas a recomendação é para que fiquem em casa. A partir desta segunda-feira (30), começa a funcionar o Disque-Covid. Por telefone, os atendentes tirarão dúvidas dos moradores e orientarão sobre encaminhamentos para atendimentos. Os telefones do Disque-Covid são (16) 3209-3300 e (16) 99962-5680. Já o CAC fica na Rua General Osório, 215. Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca
O atendimento será a partir das 8h. A Secretaria de Saúde de Arujá recebeu novas doses da vacina contra a gripe influenza. A campanha será retomada terça-feira (31), em todas as unidades básicas de saúde. A ação vai seguir o mesmo esquema adotado na última semana: entrega de senha, vacinação na entrada da UBS para evitar aglomeração e sistema de atendimento rápido (drive-thru) no posto do Jardim Fazenda Rincão. O atendimento será a partir das 8h. Por meio do drive thru, os idosos são vacinados sem precisar sair do veículo – é necessário apenas apresentar seu comprovante de endereço. Já para solicitar a aplicação em acamados, basta entrar em contato com a unidade de saúde mais próxima e fazer o agendamento.

Segundo a instituição, o professor Cleanio Lima foi internado neste domingo (29), e seu quadro é estável. Cleanio é professor do departamento de Física da UFPI e tem pouco mais de 30 anos. Universidade Federal do Piauí - UFPI Fernando Brito/G1 O professor universitário Cleanio Lima, da Universidade Federal do Piauí (UFPI), foi diagnosticado com Covid-19 neste domingo (29). A confirmação do resultado do teste para detectar a infecção por coronavírus, feito no Laboratório Central de Saúde Pública do Piauí (Lacen), veio da UFPI. Veja serviços afetados pelo coronavírus no Piauí O que fazer e para onde ir em caso de aparecimento dos sintomas Segundo a instituição, o professor foi internado neste domingo em um hospital particular de Teresina, e seu quadro é estável. Cleanio Lima tem pouco mais de 30 anos e é professor do departamento de Física da UFPI. O último boletim divulgado pela Sesapi, na noite de sábado (28), afirmou que foram confirmados 14 casos da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, no Piauí. De acordo com o boletim da Fundação Municipal de Saúde (FMS) de Teresina, também divulgado durante o sábado (28), existem 12 casos confirmados na capital. Isolamento social e decretos de calamidade Para evitar a contaminação pelo vírus, o isolamento social e medidas emergenciais foram determinadas por meio de decretos do governo do estado e das prefeituras, como na capital piauiense, para que a população fique em casa e evite ao máximo ir às ruas. Policiais fazem abordagens nas fronteiras do estado a ônibus e veículos particulares. Escolas, universidades e a maior parte do comércio, assim como serviços públicos, suspenderam as atividades. Os decretos preveem que quem descumprir as regras pode ser penalizado com multa ou até prisão. Prevenção, contágio e sintomas Lavar bem as mãos é a maneira mais eficaz de evitar o contágio Getty Images via BBC Lavar as mãos de forma correta (veja vídeo), uso de álcool em gel, máscaras, evitar contato pessoal e aglomerações de pessoas são algumas das orientações para evitar o contágio da doença. É importante também ficar atendo quanto às formas de transmissão do vírus e os sintomas. O infográfico abaixo ilustra algumas dessas situações: Coronavírus: infográfico mostra principais formas de transmissão e sintomas da doença Infografia/G1 Initial plugin text

G1 traz levantamento de números das prefeituras e da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Confira as últimas notícias sobre o coronavírus na região Hellen Souza/ Arte-G1 A pandemia de coronavírus fez com que muitos municípios anunciassem diversas medidas para tentar conter a transmissão da doença Covid-19 no Brasil. Veja abaixo, cidade por cidade, o número de casos suspeitos, confirmados e descartados, além das medidas adotadas por cada um deles. A lista começa por Ipatinga, Coronel Fabriciano, Timóteo e Governador Valadares, onde foram registrados os primeiros casos confirmados pelo Estado, e segue em ordem alfabética. Ipatinga Domingo, 29 de março Decretado estado de emergência; Aulas em escolares particulares e públicas estão suspensas; Eventos públicos e privados que dependem de alvarás estão suspensos; Visitas a pacientes em hospitais e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) estão proibidas; Atendimento ao público na Prefeitura e Câmara Municipal está suspenso; Comércio está fechado, exceto os que são essenciais (supermercados, farmácias, posto de combustíveis, etc.); Transporte público funcionando em horário reduzido e com capacidade para passageiros sentados; Vacinação contra a gripe nos idosos está sendo feita em domicílio e drive-thru. Número de pessoas que poderão comparecer a velórios foi restringido para 10, podendo haver revezamento; Coronel Fabriciano Domingo, 29 de março Decretado Estado de Calamidade Pública Aulas das redes públicas e privadas estão suspensas; Eventos e atividades públicas estão suspensos; Visitas a pacientes em internação e cirurgias eletivas no Hospital Dr. José Maria Morais estão suspensas; Visitas ao Lar dos Idosos estão proibidas; Vacinação contra a gripe nos idosos está sendo feita em domicílio. Número de pessoas que poderão comparecer a velórios foi restringido para 10, podendo haver revezamento; Timóteo Domingo, 29 de março Aulas das redes públicas e privadas estão suspensas; Comércio está fechado por 30 dias, exceto os essenciais (supermercados, farmácias, posto de combustíveis, etc.); Eventos públicos e privados estão cancelados; Transporte público com lotação apenas de passageiros sentados; Visitas a pacientes no Hospital Vital Brazil e aos idosos do Sodalício Tio Questor estão suspensas; Cirurgias eletivas estão suspensas; Atividades de atendimento ao público da Assistência Judiciária e o Programa Humanizar foram suspensos. Vacinação contra a gripe em idosos será feita em domicílio. Comprovação de vida de aposentados e pensionista está suspensa temporariamente no prédio da prefeitura. Prefeitura passa a realizar entrega de medicamentos em domicílio Governador Valadares Domingo, 29 de março Aulas das redes municipal e privada estão suspensas até 31 de março; Ônibus do transporte coletivo urbano operam com horário de domingo; O comércio está fechado, exceto os essenciais (supermercados, farmácias, posto de combustíveis, etc.); Eventos públicos e privados estão suspensos; Ambulatório Dr. Rui Pimenta está funcionando 24 horas por dias; Unidades Básicas de Saúde em alguns bairros estão funcionando até 21h; Vacinação contra gripe em idosos será feita em domicílio e drive-thru. *Uma morte é investigada. Açucena Domingo, 29 de março Água Boa Domingo, 29 de março Águas Formosas Domingo, 29 de março Aimorés Domingo, 29 de março Almenara Domingo, 29 de março Visitas a pacientes no Hospital Deraldo Guimarães, Asilo Ascânio Imbassay e Casa de Repouso estão suspensas; Eventos públicos e concessões de férias aos profissionais da saúde estão suspensos; Viagens que seriam feitas por servidores municipais estão proibidas. Alpercata Domingo, 29 de março Angelândia Domingo, 29 de março Belo Oriente Domingo, 29 de março Bom Jesus do Galho Domingo, 29 de março Atividades sociais que envolvem idosos estão suspensas; Atendimentos do Bolsa Família estão sendo feitos apenas pelo telefone (33) 3354-1916; Atendimentos odontológicos, psicológicos, fisioterapêuticos e de fonoaudiologia estão suspensos; Agendamentos dos atendimentos nas unidades de saúde são feitos por telefone. Barreiras sanitárias foram instaladas na entrada do município. Bugre Domingo, 29 de março Capelinha Domingo, 29 de março * Dos 10 casos suspeitos registrados pela Prefeitura, dois morreram, segundo o prefeito Tadeu Filipe (PSC). Aulas da rede municipal estão suspensas; Eventos públicos e privados estão suspensos; Visitas externas às instituições de longa permanência para idosos e congêneres, bem como as residências terapêuticas estão limitadas; Atendimentos ao público em órgãos municipais estão interrompidos. Caratinga Domingo, 29 de março Aulas das redes públicas e privadas estão suspensas; Eventos públicos e privados estão suspensos; Visitas a pacientes dos hospitais e da Unidade de Pronto Atendimento, além de instituições de acolhimento de idosos estão proibidas; Vacinas de rotina em todas as Unidades Básicas de Saúde foram suspensas até o dia 15 de abril; Férias agendadas de todos os servidores da saúde estão suspensas; Feiras livres e eventos em salas de cinema, auditórios e casas noturnas estão suspensas; No transporte público a lotação utilizada é de apenas passageiros sentados; A Diocese suspendeu por 30 dias as celebrações religiosas. Vacinação contra gripe em idosos está sendo feita em domicílio e drive-thru. Carlos Chagas Domingo, 29 de março Carmésia Domingo, 29 de março Catuji Domingo, 29 de março Central de Minas Domingo, 29 de março Chalé Domingo, 29 de março Coluna Domingo, 29 de março Conselheiro Pena Domingo, 29 de março Coroaci Domingo, 29 de março Consultas até 31 de março no Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Rio Doce (CISDOCE) foram canceladas; Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e Criança Feliz estão suspensos. Crisólita Domingo, 29 de março Cuparaque Domingo, 29 de março Dionísio Domingo, 29 de março Divinolândia de Minas Domingo, 29 de março Divisópolis Domingo, 29 de março Dom Cavati Domingo, 29 de março Dom Joaquim Domingo, 29 de março Entre Folhas Domingo, 29 de março Felisburgo Domingo, 29 de março Fernandes Tourinho Domingo, 29 de março Ferros Domingo, 29 de março Franciscópolis Domingo, 29 de março Frei Inocêncio Domingo, 29 de março Frei Lagonegro Domingo, 29 de março Galiléia Domingo, 29 de março Goiabeira Domingo, 29 de março Gonzaga Domingo, 29 de março Guanhães Domingo, 29 de março Prefeitura decretou situação de emergência; Aulas das redes pública e privada foram suspensas; Eventos públicos e privados estão suspensos; Atividades voltadas para a terceira idade e visitas a instituições de acolhimento a idosos estão interrompidas; Férias agendadas de todos os servidores da saúde foram suspensas. Iapu Domingo, 29 de março Imbé de Minas Domingo, 29 de março Inhapim Domingo, 29 de março As aulas estão suspensas por tempo indeterminado; Atendimento ao público foi adaptado, privilegiando os atendimentos não presenciais; Servidores públicos idosos e gestantes trabalham home office. Ipaba Domingo, 29 de março Ipanema Domingo, 29 de março Itambacuri Domingo, 29 de março Itanhomi Domingo, 29 de março Itaobim Domingo, 29 de março Férias dos agentes de saúde foram suspensas; Agendamentos e cirurgias eletivas estéticas no Hospital Vale do Jequitinhonha e clínicas com vinculação ao SUS foram suspensas por 30 dias; Jacinto Domingo, 29 de março Jaguaraçu Domingo, 29 de março As aulas no município estão suspensas; Atividades em grupo e oficinas oferecidas pelo CRAS estão interrompidas; Pessoas com suspeita de Covid-19 devem ligar para a Unidade Básica de Saúde e relatar os sintomas. Jampruca Domingo, 29 de março Jequitinhonha Domingo, 29 de março Joaíma Domingo, 29 de março Joanésia Domingo, 29 de março Jordânia Domingo, 29 de março José Raydan Domingo, 29 de março Ladainha Domingo, 29 de março Lajinha Domingo, 29 de março Malacacheta Domingo, 29 de março Mantena Domingo, 29 de março Marilac Domingo, 29 de março Marliéria Domingo, 29 de março Mata Verde Domingo, 29 de março Mathias Lobato Domingo, 29 de março Mendes Pimentel Domingo, 29 de março Mesquita Domingo, 29 de março Mutum Domingo, 29 de março Aulas das redes pública e privada foram suspensas até o dia 31 de março; Eventos públicos e privados estão suspensos; Deslocamento de pacientes em tratamento para outras cidades estão suspensos, exceto em casos de extrema urgência e emergência. Nacip Raydan Domingo, 29 de março Nanuque Domingo, 29 de março Naque Domingo, 29 de março Nova Módica Domingo, 29 de março Novo Cruzeiro Domingo, 29 de março Padre Paraíso Domingo, 29 de março Periquito Domingo, 29 de março Piedade de Caratinga Domingo, 29 de março Pingo-D'Água Domingo, 29 de março Pocrane Domingo, 29 de março Ponto dos Volantes Domingo, 29 de março Poté Domingo, 29 de março Resplendor Domingo, 29 de março Rio Vermelho Domingo, 29 de março Sabinópolis Domingo, 29 de março Santa Bárbara do Leste Domingo, 29 de março Santa Efigênia de Minas Domingo, 29 de março Santa Maria de Itabira Domingo, 29 de março Aulas nas escolas municipais estão suspensas; Atividades coletivas das secretarias da Prefeitura estão suspensas; Atividades que tenha aglomeração de pessoas estão suspensas. Santa Maria do Salto Domingo, 29 de março Santa Rita de Minas Domingo, 29 de março Santana do Paraíso Domingo, 29 de março Prefeitura decretou situação de emergência; Aulas das redes pública e privada estão suspensas; Eventos públicos e privados estão suspensos; Visitas às entidades que fazem acolhimento de idosos, crianças e adolescentes foram interrompidas; Atividades nos CRAS foram suspensas; Inspeções sanitárias para emissão ou renovação de alvará sanitário estão suspensas por 60 dias. Santo Antônio do Itambé Sexta-feira, 27 de março São Domingos das Dores Domingo, 29 de março São Félix de Minas Domingo, 29 de março São Geraldo do Baixio Domingo, 29 de março São João do Oriente Domingo, 29 de março São João Evangelista Domingo, 29 de março São José do Jacuri Domingo, 29 de março Prefeitura decretou situação de emergência; Aulas das redes pública e privada estão suspensas; Atividades de capacitação, treinamento e outros eventos oficiais foram suspensos; Profissionais da saúde trabalham em período integral; Estão sendo realizadas apenas viagens de oncologia, hemodiálise, acidentes e partos. São Sebastião do Anta Domingo, 29 de março Sardoá Domingo, 29 de março Senhora do Porto Domingo, 29 de março Serra dos Aimorés Domingo, 29 de março Simonésia Domingo, 29 de março Taparuba Domingo, 29 de março Tarumirim Domingo, 29 de março Teófilo Otoni Domingo, 29 de março Aulas nas redes pública e privada estão suspensas; Atividades que envolvem aglomerações foram interrompidas; Concessão de alvarás para eventos privados está suspensa. Tumiritinga Domingo, 29 de março Aulas da rede pública e municipal estão suspensas; Festividades de aniversário da cidade foram canceladas; Eventos públicos e privados estão suspensos; Atendimentos eletivos domiciliares de fisioterapia, terapia ocupacional, psicologia e fonoaudiologia aos idosos e portadores de doenças crônicas foram suspensas, exceto os casos de extrema necessidade; Transporte de pacientes fica restrito a condução ao serviço de urgência e emergência. Ubaporanga Domingo, 29 de março Vargem Alegre Domingo, 29 de março Virginópolis Domingo, 29 de março Virgolândia Domingo, 29 de março Initial plugin text Veja mais notícias da região em G1 Vales de Minas Gerais.